Motorista do Eixo Anhanguera é preso em Goiânia suspeito de esfaquear passageiro

Polícia Civil investiga o caso que aconteceu na manhã desta quinta-feira (23); vítima morreu

Passageiro morre após ser esfaqueado e motorista do Eixo Anhanguera é preso suspeito do crime
Passageiro morre após ser esfaqueado e motorista do Eixo Anhanguera é preso suspeito do crime - (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Um motorista de 60 anos do Eixo Anhanguera foi preso na manhã desta quinta-feira (23), suspeito de matar um passageiro com uma facada após uma briga dentro do ônibus do transporte coletivo. O veículo seguia na GO-060,  sentido Trindade/Goiânia, por volta das 5h30.

Segundo a Polícia Militar (PM), o condutor continuou a viagem enquanto a vítima ficou na rodovia. O motorista não teve a identidade revelada.

Em relato à Polícia Militar, o motorista disse que pediu ao passageiro que não ficasse na parte da frente do ônibus e que ele passasse a catraca. O homem, contudo teria ficado irritado e começado a agredir o suspeito. Segundo o condutor, para se defender de socos e chutes, ele usou a faca.

“A vítima agrediu o autor ocasionando essa reação. Ferida, a vítima veio a óbito no caminho para o hospital”, disse o subtenente Arilson Lopes.

Motorista foi preso após abordagem

O motorista do Eixo foi preso após a abordagem do ônibus na Avenida Anhanguera, no centro de Goiânia. O condutor disse que seguiu viagem por não imaginar que o homem estava morto.

A ocorrência foi registrada na Polícia Civil (PC). Segundo os autos, a facada atingiu a região do tórax da vítima, que foi encaminhada para o Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), mas não resistiu. A PC segue nas investigações.

Metrobus lamenta e repudia violência

A Metrobus, responsável pelo Eixo Anhanguera, informou por meio de nota que lamenta profundamente o ocorrido e repudia qualquer ato de violência. Segundo a empresa, os fatos estão em apuração para novas deliberações internas e ela vai cooperar com as investigações.

Ainda de acordo com a Metrobus, todos os veículos da sua frota possuem câmeras de monitoramento e as imagens do fato serão disponibilizadas para ajudar na investigação do caso.

Veja a íntegra:

“A Metrobus lamenta profundamente o ocorrido na manhã desta quinta-feira (23/09), às 5h30, na GO-060, linha Trindade/Goiânia, e repudia qualquer ato de violência. A empresa apura todos os fatos para novas deliberações internas. A Metrobus coopera com as investigações por parte das forças de segurança pública.

A Metrobus ressalta que todos os veículos da sua frota possuem câmeras de monitoramento e que as imagens do fato serão disponibilizadas para ajudar na investigação do caso.”