Motoristas de ônibus têm dia como ciclistas em ação de empatia no trânsito de Goiânia

Motoristas viveram inseguranças com ultrapassagens e pouca distância entre ônibus e bicicletas

Motoristas de ônibus tiveram dia como ciclistas para vivenciar inseguranças ao usarem biciclestas em ação de empatia no trânsito de Goiânia. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)
Motoristas de ônibus tiveram dia como ciclistas para vivenciar inseguranças ao usarem biciclestas em ação de empatia no trânsito de Goiânia. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

Motoristas de ônibus trocaram de função e tiveram dia como ciclistas para vivenciar inseguranças ao usarem biciclestas em ação de empatia no trânsito de Goiânia. A iniciativa foi realizada nesta quarta-feira (22), durante a Semana Nacional de Trânsito, e visa gerar debate, bem como conscientização sobre ultrapassagens e distância ideal e segura entre os veículos de grande porte e as bicicletas na capital e região Metropolitana.

A “troca de lugar” faz parte de um curso de capacitação para motoristas do transporte público coletivo. A dinâmica contou com bicicletas ergométricas instaladas em fileira em uma das áreas do Estádio Serra Dourada. Alguns dos motoristas foram colocados nas bikes, enquanto outros dirigiam os ônibus. Os papéis se invertiam de tempos em tempos.

(Foto: Jucimar de Sousa /Mais Goiás)

A distância entre as bicicletas e os ônibus foi inferior a 1,50 metro, medida determinada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O objetivo foi evidenciar os riscos assumidos quando a direção não é segura e a metragem ideal não é respeitada.

Além de aulas práticas, a categoria passará por aulas no módulo online com turmas que reúnem profissionais das empresas Rápido Araguaia, HP, Viação Reunidas, Cootego e Metrobus. O curso de capacitação foi iniciado no último dia 8 de setembro e seguirá até o final do ano.

Iniciativa foi desenvolvida em conjunto entre a Secretaria de Mobilidade de Goiás (SMM), Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), o Sest Senat, empresas concessionárias e o consórcio Redemob.

Motoristas de ônibus vivem inseguranças de ciclistas no trânsito de Goiânia

Durante o curso, o titular da Secretaria de Mobilidade de Goiânia (SMM), Horácio Mello, disse que a iniciativa é importante, pois fortalece a conscientização e o respeito à vida. “Tem que haver respeito. Temos que nos colocar no lugar do outro. Esse treinamento dá essa oportunidade de o motorista se colocar e viver as inseguranças dos ciclistas, ter a dimensão da responsabilidade e ter mais empatia”, comentou.

Horácio ressalta, ainda, que o objetivo da atual gestão também é recuperar os 86 km já existentes de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas na capital. “Nossa ideia é triplicar este número em Goiânia.

(Foto: Jucimar de Sousa /Mais Goiás)

Treinamento continua

De acordo com Joabete Xavier, diretora do Sest Senat, cerca de 105 motoristas já passaram pelo treinamento. As ações de conscientização vão continuar até o final do ano.

“É um projeto para trabalhar a questão da importância do ciclista na circulação viária e a importância do papel do motorista. Ele sente na pele e vê de perto os perigos que o ciclista enfrenta. A ideia é que o treinamento sirva para a adoção de novas posturas”, destacou.