Mulher causa polêmica ao postar fotos do filho coberto de tatuagens

Os desenhos, segundo a mãe da criança, foram feitos com tinta temporária

A americana Shamekia Morris causou polêmica nas redes sociais ao compartilhar fotos de seu filho, Treylin Armani, de 1 ano e 5 meses, coberto de tatuagens. (Foto: reprodução)
A americana Shamekia Morris causou polêmica nas redes sociais ao compartilhar fotos de seu filho, Treylin Armani, de 1 ano e 5 meses, coberto de tatuagens. (Foto: reprodução)

A americana Shamekia Morris causou polêmica nas redes sociais ao compartilhar fotos de seu filho, Treylin Armani, de 1 ano e 5 meses, coberto de tatuagens. Os desenhos, segundo a designer de moda, foram feitos com tinta temporária. Segundo a mulher, ela tem sido alvo de muitas críticas.

Shamekia afirma que passou a colocar tatuagens temporárias no filho quando ele tinha somente 6 meses de idade. Desde então, ela posta fotos do menino usando looks e acessórios descolados.

O pequeno Treylin tem 42,4 mil seguidores no Instagram. No TikTok, a criança acumula 320 mil seguidores.

“Recebo muita reação. As pessoas dizem que estou criando meu filho como um ‘gangster’ ou ‘bandido’. Eles não estão acostumados a ver um bebê com tatuagens”, afirmou a mulher ao canal do YouTube Truly.

“Dói porque eu sei que não sou uma mãe ruim e sou chamada de todos os tipos de nomes. É uma loucura. Minha opinião sobre ser uma ótima mãe é ser sua líder de torcida, sua pessoa favorita, sua melhor amiga”, disse.

Tatuagens na gestação

O amor pelas tatuagens fez com que Shamekia Morris escolhesse um estúdio para fazer o ensaio fotográfico no oitavo mês de gestação. Nas cliques, ela aparece com a barriga coberta de tatuagens.

“Eu sofri bullying nas redes sociais. Todos os comentários foram negativos. As pessoas diziam que meu bebê ia nascer com um monte de tatuagens, que teria veneno de pele. Foi louco”, lembrou.

*Com informações do Metrópoles