Mulher e dois amigos são condenados por homicídio do ex dela em Cristalina

Juntos, os três pegaram quase 70 anos de prisão

Uma mulher e dois homens foram condenados em júri popular pelo assassinato do ex-namorado dela, Wesley Pereira dos Santos, crime que aconteceu em junho de 2018 em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. Juntos, os três pegaram quase 70 anos de prisão.

O julgamento terminou na condenação de Yasmin Neves Caixeta, de 20 anos, Jeferson Ribeiro da Silva, de 27 e Thiago Santana de Oliveira, de 23 anos. A audiência terminou no último sábado, dia 12. Os três foram condenados pelo crime de homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, sem possibilidade de defesa da vítima e por meio cruel.

Yasmin, acusada de atrair Wesley para uma emboscada, foi condenada a 20 anos de prisão; Jeferson, que dirigiu o carro que seguiu a caminhonete da vítima e que, depois de abandonarem o veículo no Distrito Federal, ajudou na fuga do casal, foi condenado a 22 anos, e, por fim, Thiago, acusado de arquitetar o crime e atirar em Wesley, foi condenado a 23 anos de prisão.

O crime

Segundo a Polícia Civil, Thiago, namorado de Yasmin, arquitetou o crime após descobrir que ela estaria se encontrando novamente com o ex, a vítima Wesley Pereira. Thiago, então, fez a namorada ligar para Wesley marcando um encontro em sua casa. Lá, ele foi rendido pelo trio e levado até uma zona rural da cidade, onde foi executado com três tiros na cabeça.

Após o homicídio, Yasmin, Jeferson e Thiago voltaram para a cidade na caminhonete de Wesley e com outro veículo, um VW Gol, também usado no crime.