Mulher faz festa de ‘descasamento’ para evitar multa em Curitiba

Kallynca Carvalho dos Santos está organizando festa à fantasia com cobrança de ingresso para arcar com prejuízo

Mulher faz festa de 'descasamento' para evitar multa em Curitiba
Mulher faz festa de 'descasamento' para evitar multa em Curitiba (Foto: Arquivo pessoal)

A servidora pública Kallynca Carvalho dos Santos de 29 anos decidiu realizar uma festa de “descasamento”, em Curitiba. Ela terminou um relacionamento de 13 anos, mas já estava com os contratos assinados com empresas de eventos, e para fugir das multas de rescisão, resolveu fazer uma festa à fantasia para cobrir os prejuízos.

“Quando fui mandando meu textinho de ‘descasamento’, foi muito engraçado como eu comecei a conhecer histórias de outras mulheres. Que seja um momento de reviravolta. Temos que aproveitar”, disse a servidora.

Kallynca preferiu não revelar qual seria o prejuízo total. Mas que teria que pagar multa de 40% sobre o valor total, além de arcar com “despesas, honorários de profissionais, taxas de administração, lucros cessantes, perdas e danos, custos e gastos já firmados” para a execução dos serviços contratados.

Fim do noivado

O noivado terminou sete meses antes da data marcada para o casamento, previsto para 21 de maio. Segundo a jovem, a festa seria realizada em um salão estilizado como um castelo, na cidade de Colombo, na Grande Curitiba.

A servidora pública começou a planejar os detalhes da cerimônia, mas nem chegou a provar o vestido de noiva, pois o relacionamento acabou antes – amigavelmente, segundo ela.

A jovem até tentou cancelar os serviços contratados para a festa de casamento, mas o valor das multas a fizeram mudar de ideia. Ela e a mãe, então, decidiram seguir com a comemoração.

Agora, estão organizando uma festa à fantasia com 200 convites à venda por R$ 200 para arcar com parte dos prejuízos. Do total de convites, 50 já foram vendidos. A festa terá o jantar, bebidas, além de uma refeição da madrugada.