Mulher morre de trombose em voo que seguia de São Paulo para Paris

Com a morte de passageira, o avião fez pouso de emergência em Madri, na Espanha

Mulher morre de trombose em voo que seguia de São Paulo para Paris
Mulher morre de trombose em voo que seguia de São Paulo para Paris - (Foto: Arquivo Pessoal)

A dona de casa Maria de Lourdes Araújo dos Santos de 75 anos morreu em um voo que seguia de São Paulo para Paris, na França, na última segunda-feira (14) vítima de uma trombose. A informação foi confirmada pela família. Ela passou mal durante uma viagem no voo LA702, da companhia aérea Latam e chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

O laudo que foi repassado pela perícia à família indica que a trombose foi responsável pelo mal súbito. Trata-se de uma formação de um coágulo sanguíneo nas veias das pernas. Esse coágulo, que interrompe o fluxo de sangue. Com a morte da passageira, a aeronave precisou fazer um pouso não programado em Madri, na Espanha.

Mulher estava indo visitar os filhos

A baiana que morava em Cariacica, na Região Metropolitana do Espírito Santo, há 30 anos estava indo visitar os cinco filhos que moram em Paris. A mulher estava acompanhada de um sobrinho no voo da Latam.

A companhia aérea disse em nota que “se sensibiliza com o ocorrido” e que realizou os “procedimentos necessários”. “Desde o início da ocorrência, a empresa seguiu todos os procedimentos necessários a bordo e, já em Madri, providenciou que o sobrinho que a acompanhava no voo prosseguisse para Paris. Em paralelo, também providenciou que o seu filho viajasse de Madri para Paris em voo da Iberia”, diz nota.

A Latam divulgou ainda que, no aeroporto de Madri, “prestou todos os esclarecimentos para o filho da passageira e providenciou hotel e alimentação na capital espanhola para assegurar os procedimentos necessários”.

“A Latam também esclarece que o atendimento médico a bordo de todos os voos é realizado de forma voluntária. Os tripulantes anunciam a emergência de saúde a todos os passageiros para que médicos voluntários possam se apresentar para esse atendimento. A empresa conta com kits médicos de primeiros socorros e com desfibriladores em todas as suas aeronaves, inclusive com mais itens do que exige a legislação de cada país onde a companhia opera”, diz.

Com informações do G1