Namoro de Jô Soares e Claudia Raia terminou por diferença de idade

Os famosos viveram um romance quando a atriz ainda era menor de idade

Jô Soares
Jô Soares terminou namoro com Claudia Raia por causa da idade - Foto: Divulgação

Claudia Raia define Jô Soares, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (5), aos 80 anos, como o “primeiro homem inteligente que conheceu”. Os dois viveram um romance no início da década de 80, quando se aproximaram nos bastidores do Viva o Gordo (1981-1987), mas o apresentador pôs um ponto final na relação por conta da diferença de idade entre eles, de 30 anos.

“Eu não vislumbrava me apaixonar por ele, até porque eu era a namorada de Raul Gazolla. […] Eu estava era apaixonada por ele e me ferrei um pouco”, lamentou a bailarina, em entrevista antiga.

Em bate-papo com a revista A, em 2012, Claudia o descreveu como “espetacular” e disse que foi Jô Soares quem terminou o namoro. “Ele disse que talvez não aguentasse, a gente tinha 30 anos de diferença. Eu só tinha 17 anos, até o filho dele era mais velho do que eu”, destacou.

Já durante participação no canal Téte a Theo, no YouTube, em fevereiro deste ano, a musa ainda contou que foi Jô quem a alertou que uma pinta que ela tinha poderia ser algo cancerígeno.

Claudia Raia usou seu Instagram para deixar seu último adeus a Jô Soares:

Receber a notícia da morte do Jô foi um choque para mim. Sabe aquelas pessoas que a gente acha que estarão sempre aqui, que são eternas? Jô era uma dessas pessoas para mim. Meu pai, meu amor, meu amigo, meu conselheiro… Ele representava tanta coisa para mim! Seu jeito de encarar a vida, de olhar e reparar em quem estava diante dele sempre me inspirou. Atenção genuína e o nosso tempo são das coisas mais preciosas que podemos dar a alguém. Jô era especialista nisso. Um ser humano inspirador, genial, talentoso e sempre disponível. Uma pessoa que fazia questão de exaltar os outros, de incentivar, de dar a mão e levar pelo braço quem quer que fosse. Pode reparar em suas entrevistas: muitas vezes, ele segurava na mão do entrevistado para tranquilizá-lo. Era esse o nível de cuidado com o outro que ele tinha! Conhecer o Jô foi um divisor de águas na minha vida: antes dele eu era Maria Claudia Motta Raia; depois dele, eu passei a ser Claudia Raia. Sim, foi ele quem me batizou artisticamente, e isso já diz tudo. Não haveria hoje uma Claudia Raia sem o Jô. Seja porque ele me deu o nome artístico, me deu a primeira oportunidade na TV e porque salvou a minha vida, quando me pegou pela mão e me levou ao médico depois de ver uma pinta na minha perna. Lá descobri que era um melanoma. Ele salvou mesmo a minha vida! Me acalma saber que sempre o celebrei em vida. Sempre disse a ele o quanto a amava, o quanto ele era, e continuará sendo, importante para mim, na minha trajetória. Hoje, no lugar das gargalhadas que sempre demos juntos, sinto um vazio enorme. Mas o que perdurará não será a tristeza pela sua partida: será a saudade e as memórias tão preciosas que cultivamos. Seu legado será eterno, Jô. Já estou com saudade. Te amo para sempre!”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Claudia Raia (@claudiaraia)