Agência O Globo

No Ceará, Lula tem 55% e Bolsonaro, 20%; Ciro chega a 11%

Estado é reduto eleitoral do pré-candidato do PDT

No Ceará, Lula tem 55% e Bolsonaro, 20%; Ciro chega a 11% (Foto: Divulgação)
No Ceará, Lula tem 55% e Bolsonaro, 20%; Ciro chega a 11% (Foto: Divulgação)

Pesquisa Ipespe feita só com eleitores do Ceará mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança das intenções de voto no estado. O petista é escolhido por 55% dos cearenses no primeiro turno, contra 20% de Jair Bolsonaro (PL) e 11% de Ciro Gomes (PDT).

Na sequência do levantamento, contratado pelo jornal “O Povo” e divulgado nesta sexta-feira, aparecem em situação de empate técnico André Janones (Avante), com 4%, Simone Tebet (MDB), com 1%, e Vera Lúcia (PSTU), com 1%. Janones decidiu nesta quinta-feira retirar sua pré-candidatura à Presidência e vai apoiar Lula na disputa.

Brancos e nulos somam 3% das respostas. Os demais nomes testados pelo institutos não chegaram a 1%.

A pesquisa Ipespe entrevistou mil eleitores por telefone no Ceará, entre 30 de julho e 2 de agosto. A margem de erro estimada é de três pontos percentuais para mais ou menos e o nível de confiança do estudo é de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número de registro CE-01693/2022.

Ciro tem dois dígitos, mas ainda está longe da liderança em casa

O Ceará é o reduto eleitoral de Ciro Gomes, que foi governador do estado, prefeito de Fortaleza e integra uma das famílias mais tradicionais da política cearense. Essa força regional explica o porquê de o ex-ministro aparecer com dois dígitos no levantamento, em um patamar acima do alcançado por ele na média geral do país.

A pesquisa nacional mais recente, divulgada nesta semana pela Quaest, mostra o ex-ministro com 6% das intenções de votos no primeiro turno. Pela margem de erro do estudo, fica no intervalo de 4% a 8%.

As duas pesquisas não podem ser diretamente comparadas, mas a análise individual de cada um dos estudos ajuda a entender o panorama atual da disputa.

O Ceará é o oitavo estado do país em número de eleitores, com 6,8 milhões aptos a votar no pleito de outubro. Trata-se também do terceiro maior colégio eleitoral do Nordeste, região onde o ex-presidente Lula lidera, mas que as pesquisas mais recentes mostram encolhimento da vantagem do ex-presidente contra Bolsonaro.

O placar apontado pelo Ipespe no Ceará (55% a 20% para Lula) difere pouco do verificado em toda a região Nordeste (59% a 22%, segundo a Quaest).

Rejeição a candidatos ao governo

Os dados divulgados na quinta-feira sobre a corrida ao governo do Ceará mostraram vantagem para o pré-candidato apoiado por Bolsonaro, Capitão Wagner (União Brasil), com 38%. Ele é seguido por Roberto Cláudio (PDT), que tem 28%, e Elmano de Freitas (PT), com 13%.

O Ipespe também mensurou a rejeição aos pré-candidatos. Foram 37% os eleitores que disseram não votar em Capitão Wagner de jeito nenhum, enquanto 30% falaram o mesmo sobre Roberto Cláudio e 29%, sobre Elmano de Freitas.

Os pré-candidatos Zé Batista (PSTU) e Serley Leal (UP) foram rejeitados por 24% cada um.