No Serra Dourada, Vila Nova fica no empate com Ituano e deixa a lanterna da Série B

O Vila Nova chegou aos 19 pontos e ocupa a 19ª posição, já o Ituano é o 12º, com 27 tentos

Duelo entre equipes terminou empatado e time colorado segue mais uma rodada na zona de rebaixamento. Foto: Heber Gomes - Mais Goiás

O Vila Nova enfim deixou a lanterna da Série B após 10 rodadas. Nesta sexta-feira (5), o Tigrão recebeu o Ituano, no estádio Serra Dourada, porém o resultado final foi apenas um empate em 1 a 1. Os gols do jogo foram marcados por Gabriel Barros para os paulistas e Neto Pessoa para os goianos. Apesar da vitória não ter ocorrido, o Tigrão chegou a sua memlhor sequência na Segundona, com 4 jogos sem perder, são 3 empates e uma vitória.

O ponto somado em Goiânia foi fundamental para o Vila Nova deixar a lanterna da Série B, já que o Nautico foi derrotado. Com isso, o colorado chegou aos 19 pontos e ocupa agora a 19ª colocação. O Ituano chegou aos 27 pontos e continua na 12ª colocação. Na próxima rodada, o colorado irá até o estádio Soares de Azevedo enfrentar a Tombense, na terça-feira (9). Já os paulistas irão receber o Sport, no mesmo dia, no estádiio Novelli Júnior.

Como foi Vila Nova e Ituano?

O Vila Nova entrou em campo nesta sexta-feira (5) com a chance de deixar a lanterna da Série B, porém o início do time deixou a desejar. Com muitos toques de lado e sem agressividade, o Tigrão pouco atacou, a melhor chance foi uma finalização fraca de Romário para fora.

Pelo lado do Ituano, o time conseguiu fazer um primeiro tempo equilibrado e criou algumas poucas oportunidades. Primeiro em finalização do lateral Kaio, que foi para fora. A outra boa chance foi criada em uma trama ofensiva, que terminou com bom chute de Caique, assustando Tony.

Se o primeiro tempo teve poucas emoções, o segundo tempo começou animado. Logo aos 4 minutos, Neto Pessoa saiu na cara do gol e balançou as redes, mas o árbitro assinalou impedimento. O Tigrão seguiu melhor e Pablo Dyego obrigou o goleiro Filiipe a fazer boa defesa.

O jogo parecia sob o comando do Vila Nova, mas aos 12 minutos, Rafael Donato tentou sair jogando, o zagueiro escorregou e Gabriel Barros bateu cruzado para abrir o marcador para o Ituano. Mesmo sob vaias, o time colorado conseguiu se manter no jogo. Aos 26 minutos, após cobrança de escanteio a bola bateu no braço de Gerson Magrão. Após revisão do VAR, o árbitro marcou pênalti para os goianos. Na cobrança Neto Pessoa bateu no canto direito, Filipe defendeu, mas no rebote o atacante colocou para o fundo das redes.

O gol embalou a torcida e o time do Vila Nova. Jean arriscou de fora da área e obrigou Filipe a fazer grande defesa. Porém as boas chances praticamente pararam por ai. Com falta de criatividade, o colorado tinha dificuldades em entrar na defesa do Ituano, que se propôs a defender. Na reta final, Donato teve boa chance de cabeça, mas mandou para fora, assim como Marlone, que da entrada da área finalizou por cima do gol. Com isso, o jogo terminou empatado em 1 a 1.