Nos pênaltis, Remo vence o Vila Nova e conquista o título da Copa Verde

Após duas partidas sem gols marcados, a decisão foi para as penalidades e o goleiro Vinicius brilhou com duas defesas

Vila Nova e Remo na final da Copa Verde
Após dois empates sem gols, em Goiânia e em Belém, a decisão foi para as penalidades. Foto: Samara Miranda - Remo

O campeão da Copa Verde de 2021 foi conhecido apenas nas penalidades. Após um empate sem gols no tempo normal, na tarde deste sábado (11), no estádio Baenão, o Remo superou o Vila Nova por 4 a 2 e ficou com o título inédito na história do clube. Além do troféu, o campeão entra na terceira fase da Copa do Brasil da próxima temporada.

O treinador Higo Magalhães teve um desfalque de última hora. O atacante Alesson sentiu dores no tornozelo e foi cortado da lista de relacionados, com isso Rafael Silva iniciou a partida. No meio-campo, sem contar com Tiago Real, que ficou como opção no banco, o time goiano iniciou o duelo com três volantes de origem.

Como foi o jogo entre Remo e Vila Nova?

No primeiro tempo, muitas oportunidades criadas, mas poucas finalizações perigosas. Com uma postura defensiva, o Vila Nova deu campo para o Remo, apoiado pela torcida, chegar mais vezes no campo de ataque. Os azulinos contaram com a criação de Felipe Gedoz, além da velocidade de Ronald para quase abrir o placar, mas pararam no goleiro Georgemy, que fez uma grande defesa após finalização do camisa 10 dos donos da casa.

O Vila Nova utilizou muito o seu centroavante. Brigando com a dupla de zaga, Clayton finalizou fora e dentro da grande área, além de abrir espaço para Pedro Bambu se aproximar da meta defendida por Vinicius. Pelo lado esquerdo, Bruno Collaço apareceu na linha de fundo em algumas oportunidades, mas não conseguiu concretizar em direção ao gol.

O segundo tempo iniciou com a mesma perspectiva de jogo. O Vila Nova retraído, buscando uma jogada rápida de transição, enquanto o Remo apesar de ter mais posse de bola, apresentava dificuldades no último terço. Com menos chances criadas, os goleiros passaram grande parte dos 45 minutos finais sem trabalhar.

Com poucas chances, o placar permaneceu o mesmo e a decisão do título foi para as penalidades. O Remo converteu todas as cobranças, com Neto Pessoa, Raimar, Marlon e Fredson. Pelo lado do Vila Nova, Clayton e Donato marcaram, mas Vinicius defendeu as cobranças de André Krobel e Cardoso.

FICHA TÉCNICA
Remo 0(4)x(2)0 Vila Nova
(Ida 0x0)

Data: 11 de dezembro, 2021

Horário: 17h (de Brasília)

Local: Estádio Baenão, em Belém-PA

Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)

Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)

VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa/SP)

Remo: Vinicius; Kevem, Fredson, Marlon e Igor (Raimar); Pingo, Lucas Siqueira (Jefferson) e Felipe Gedoz; Ronald (Paulinho Curuá), Erick Flores (Lucas Tocantins) (Tiago Mafra) e Neto Pessoa. Técnico: Eduardo Baptista

Vila Nova: Georgemy; André Krobel, Renato, Rafael Donato e Bruno Collaço; Moacir (Kallyl), Éder Monteiro e Pedro Bambu (Tiago Real); Diego Tavares, Rafael Silva (Cardoso) e Clayton. Técnico: Higo Magalhães