Agência O Globo

O que é ‘rensga’? Entenda expressão que dá nome à série sertaneja

Produção se inspira em história de Marília Mendonça

rensga série sertaneja Produção se inspira em história de Marília Mendonça. O que é 'rensga'? Entenda expressão que dá nome à série sertaneja
Rensga Hits, a nova série da Globoplay (Foto: Divulgação Globo)

Há muita gente se perguntando por aí o que é “rensga”. A palavra que dá título à nova série do Globoplay estrelada por Alice Wegmann é uma expressão regional usada por moradores de estados do Centro-Oeste para exprimir espanto ou admiração por algo.

Muito utilizada em Goiás, a gíria pode equivaler a interjeições como “caramba”, “vixi”, “eita”, “putz” ou até mesmo ao “sinistro” usado pelos cariocas. Eis um exemplo de frase com o tal termo: “Rensga, você conseguiu ficar dez minutos sem respirar debaixo d’água”. Ou: “Rensga, eu não acredito que ela fez aquilo”. A expressão, por vezes, é abreviada para “ren”.

Na trama da série, “Rensga hits” é o nome da empresa de Marlene (interpretada por Deborah Secco), concorrente da produtora de Helena Maravilha (Fabiana Karla),a Joia Maravilha Records. Casas de composição de música sertaneja e forró são muito comuns em Goiânia.

Deborah Secco, inclusive, precisou aprender o sotaque goiano, já que a história se passa em Goiânia.

“A Marlene é uma personagem diferente de tudo que já fiz. É uma mulher muito forte, mas também muito sentimental. Acho que é essa dubiedade dela que tanto me encanta. Eu fiz bastante preparação para achar o tom da Marlene. Também tive aula de prosódia, que pra mim foi bem difícil, confesso”, disse a Íris de ‘Laços de Família’.

Inspiração em Marília Mendonça

Pegando carona na força feminina que tomou de assalto o universo sertanejo — com nomes como Marília Mendonça, Maiara & Maraísa, Simone & Simaria —, “Rensga Hits!” celebra o feminejo ao mesmo tempo em que traz à tona discussões presentes neste universo.

Ao colocar na tela a história de cinco mulheres, que por vezes remete a episódios que aconteceram com personagens reais, a série criada por Carolina Alckmin e Denis Nielsen, com direção geral de Leandro Neri e direção dele com Carolina Durão aborda temas como machismo e a diferença salarial entre homens e mulheres.