OAB manifesta apoio ao Mais Goiás após ataques de bolsonaristas a artigo de Pablo Kossa

A conta do Mais Goiás no Instagram foi atacada depois que um artigo escrito pelo jornalista Pablo Kossa foi publicado

Figura humana com boca tapada por censura - A OAB manifestou apoio ao Mais Goiás contra ataques de bolsonaristas e aponta que a suspensão da conta agride a liberdade de imprensa
OAB manifesta apoio ao Mais Goiás após ataques de bolsonaristas a artigo de Pablo Kossa (Foto: Reprodução)

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) publicou nota em apoio ao Mais Goiás e ao jornalista Pablo Kossa diante dos ataques feitos por bolsonaristas no último domingo (12). Série de denúncias infundadas culminaram na derrubada do perfil do portal no Instagram.

A entidade aponta que a suspensão da conta “agride as liberdades de imprensa e de expressão”.

Na nota, a OAB aponta que vê com estranheza e preocupação a suspensão de rede social do portal de notícias Mais Goiás após publicação de um artigo de opinião do jornalista Pablo Kossa.

“A OAB-GO entende que a suspensão agride as liberdades de imprensa e de expressão, direitos fundamentais de cidadania inscritos em pedra na Carta Magna. A medida, impositiva, é um indício ruim, perigoso e não isolado de censura ao pensamento”, diz a entidade.

A entidade avalia que a discussão pública envolvendo posições políticas é uma premissa democrática e aponta que “calar vozes é típico das ditaduras e queremos crer que seguiremos sem retrocessos na solidificação de um regime que privilegie a multiplicidade de vozes”.

“De modo que a OAB-GO solidariza-se com o portal Mais Goiás, com o jornalista Pablo Kossa e com todos aqueles que, independente de matiz ideológica, foram de algum modo constrangidos em suas opiniões”, conclui.

Liberdade de Imprensa: entidades se manifestaram contra os ataques de bolsonaristas

A OAB-GO se junta à Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) e ao Sindicato dos Jornalistas (Sindjor) em manifestação pública contra os ataques ao portal e ao jornalista. As três entidades veem os ataques coordenados por bolsonaristas como agressões aos princípios de liberdade de expressão e imprensa.

A conta do Mais Goiás no Instagram foi atacada depois que um artigo escrito pelo jornalista Pablo Kossa foi publicado. O texto, intitulado “Bolsonarismo de ressaca”, analisou as manifestações em defesa de Jair Bolsonaro (sem partido) e o recuo do presidente nos ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Os ataques coordenados levaram o Instagram a derrubar a conta do Mais Goiás.

A derrubada da página e ataques ao jornalista geraram corrente de manifestações de colegas e representantes da sociedade civil a favor da livre expressão e do jornalismo independente.

Leia a nota de apoio da OAB ao Mais Goiás na íntegra

“A Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO) vê com estranheza e preocupação a suspensão de rede social do portal de notícias Mais Goiás, motivada pela divulgação de uma opinião do jornalista Pablo Kossa.

A OAB-GO entende que a suspensão agride as liberdades de imprensa e de expressão, direitos fundamentais de cidadania inscritos em pedra na Carta Magna. A medida, impositiva, é um indício ruim, perigoso e não isolado de censura ao pensamento.

A discussão pública envolvendo posições políticas é uma premissa democrática. Calar vozes é tipico das ditaduras e queremos crer que seguiremos sem retrocessos na solidificação de um regime que privilegie a multiplicidade de vozes.

O calor e a tolerância aos debates deve ser um sintoma de liberdade. Para aqueles que eventualmente sentirem a honra agredida, o caminho de reparação deve ser mediado pelo Poder Judiciário, jamais pela mordaça.

De modo que a OAB-GO solidariza-se com o portal Mais Goiás, com o jornalista Pablo Kossa e com todos aqueles que, independente de matiz ideológica, foram de algum modo constrangidos em suas opiniões”.