Ônibus ainda chegam lotados aos terminais de Goiânia

Usuários relatam que fiscais atuam apenas quando o ônibus deixam o terminal. Pela cidade, passageiros continuam viajando de pé

Ônibus chega lotado ao Terminal Parque Oeste Industria, em Goiânia. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

O decreto da Prefeitura de Goiânia que visa diminuir a circulação de pessoas na Capital está em vigor há 19 dias, mas as aglomerações no transporte coletivo permanecem. Na manhã desta sexta-feira (19), goianienses relataram que os ônibus ainda chegam  super lotados nos terminais.

A usuária de transporte coletivo Liliane Cristina conta que a fiscalização apenas ocorre quando os ônibus deixam o terminal e nada é feito quando os veículos chegam com passageiros em pé. “A fiscalização é só para sair daqui [terminal Parque Oeste Industrial]. Nos pontos de ônibus continua do mesmo jeito. Na hora de voltar para casa chego aqui com o ônibus cheio”, relata.

Marina Ferreira é outra passageira que relata que para chegar até o terminal ela precisou viajar em pé. “Achei que o terminal está mais vazio, mas mesmo assim para vir até aqui tive que ficar em pé”, disse.

Na tarde desta quinta-feira (18), o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), desembargador Carlos Alberto França, manteve liminar que obriga a Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) e o Poder Executivo, a cumprirem decisão que permite apenas o transporte de passageiros sentados. A decisão foi tomada diante de pedido suspensivo feito por parte da Prefeitura de Goiânia.

Respostas

Procurada pela equipe de reportagem da Mais Goiás, a Secretaria Municipal de Comunicação de Goiânia respondeu que a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) que iria responder sobre o assunto. 

A assessoria da CMTC alegou que o órgão está com fiscais em terminais de Goiânia para orientar e fiscalizar o transporte de pessoas sentadas, mas que não há como realizar a fiscalização nos bairros. Sobre a multa pelo descumprimento da liminar, foi informado que própria justiça será responsável pela sanção nos responsáveis pelo descumprimento da sentença.

A assessoria de comunicado do Tribunal de Justiça informou que para aplicar a multa, o Poder Judiciário precisa receber a denúncia de descumprimento da liminar. Até o fechamento desta matéria, não havia sido enviado nenhum comunicado sobre o descumprimento da ordem judicial.