Operação contra desmatamento irregular resulta em mais de R$ 1,2 milhão em multas em Cavalcante

Além das multas, foram apreendidos quatro tratores de esteira, uma retroescavadeira, uma pá carregadeira, um trator agrícola, um caminhão, um jipe gaiola e duas motocicletas

Operação contra desmatamento irregular resulta em mais de R$ 1,2 milhão em multas em Cavalcante - área -
Operação contra desmatamento irregular resulta em mais de R$ 1,2 milhão em multas em Cavalcante (Foto: Reprodução)

Operação contra o desmatamento irregular na região da Área de Proteção (APA) de Cavalcante resultou em mais de R$ 1,2 milhão em multas. Ação aconteceu entre 27 e 28 de fevereiro.

Após denúncias feitas por órgão responsável pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, os fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), com apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foram até o local para apuração. O superintendente de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da Semad, Robson Dizarz, disse que, quando os fiscais chegaram ao local já haviam sido devastados cerca de 200 hectares de vegetação nativa. Porém, pela quantidade de maquinário encontrado e apreendido, a área desmatada poderia chegar a mil hectares.

Além do desmatamento irregular, os fiscais verificaram que a madeira de árvores derrubadas estava enfileirada e pronta para ser queimada – prática vedada pela legislação ambiental. Com isso, a operação resultou em dois autos de infração, com multas que somam R$ 1,230 milhão e embargo de uma área de 112,5 hectares. Junto com as multas, foram apreendidos quatro tratores de esteira, uma retroescavadeira, uma pá carregadeira, um trator agrícola, um caminhão, um jipe gaiola e duas motocicletas.

Maus-tratos

Durante a operação, também em Cavalcante, os fiscais disseram que encontraram duas cachorrinhas em péssimas condições de saúde, abandonadas em uma casa, acorrentadas, sem água e alimento, em situação de maus-tratos. No mesmo dia, ainda foi encontrada uma terceira cadela, embaixo de um dos tratores de esteira apreendidos durante a operação.

Os responsáveis pelos animais não foram localizados. Diante da situação degradante, a equipe de fiscalização conseguiu apoio junto à Organização Não Governamental (ONG) Associação Salvar, que disponibilizou abrigo e consulta com um médico veterinário, sem custos.