Operação Ozark-Marco: PF prende filho do deputado Tião Caroço (PSDB)

Suspeito é uma das 24 pessoas presas por tráfico internacional. Operação da PF atua em Goiás, São Paulo, Pará, Minas Gerais e no Distrito Federal

A Polícia Federal (PF) anunciou na manhã desta sexta-feira (14) os nomes dos delegados que vão assumir as superintendências regionais dePF anuncia novos chefes em oito estados e Distrito Federal
PF anuncia novos chefes em oito estados e Distrito Federal (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Nesta quarta-feira (4), um dos filhos do deputado estadual Sebastião Monteiro Guimarães Filho (PSDB), conhecido como Tião Caroço, foi preso durante a Operação Ozark-Marco, da Polícia Federal (PF). De acordo com a PF, o filho do deputado é uma das 24 pessoas suspeitas de tráfico internacional de drogas, especialmente cocaína.

A PF informou que a lista com os nomes dos detidos não será divulgada para não atrapalhar as investigações. Contudo, sabe-se que um dos presos nesta quarta-feira foi Leonardo Dias Mendonça, conhecido como Barão do Tráfico. O número 2 na lista de maiores traficantes do país, foi preso em sua residência no condomínio Jardins Florença, em Goiânia.

O ex-prefeito do município de São Miguel do Araguaia, Nélio Pontes Cunha (PSDB), também foi preso. Nélio renunciou ao cargo de prefeito no último dia 28 de agosto. O cargo foi assumido pela vice-prefeita, Azaíde Borges (Podemos). Em sua renúncia, ele afirmou que assumiria a direção de um hospital particular de Goiânia, fato que o faria “ficar mais próximo de sua esposa e filhos”.

Leonardo Dias Mendonça foi preso em casa em um condomínio de luxo, em Goiânia (Foto: Reprodução/Arquivo)

Leonardo Dias Mendonça, o Barão do Tráfico, foi preso em um condomínio de luxo, em Goiânia (Foto: Reprodução/Arquivo)

Já foram apreendidos na Operação Ozark-Marco, 15 veículos de luxo avaliados em R$ 2,5 milhões e R$ 200 mil em espécie, entre Real e moedas estrangeiras. Uma aeronave usada no transporte da droga foi apreendida em São Miguel do Araguaia (GO). A operação apreendeu ainda na manhã de quarta-feira, 4, duas cargas de cocaína nos Portos de Itajaí (SC) e Santos (SP).

Ao todo são 25 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão nos Estados de Goiás, São Paulo, Pará, Minas Gerais e no Distrito Federal. Se condenados, os investigados por tráfico internacional de drogas podem pegar pena máxima, que chega a 25 anos de detenção.