Pai e filho são presos por fabricar e comercializar cigarros de palha falsificados em Goiânia

Policiais apreenderam cerca de 7 mil carteiras de cigarros palheiros falsificados no estabelecimento comercial clandestino

Pai e filho são presos por fabricar e comercializar cigarros falsificados em Goiânia
Pai e filho são presos por fabricar e comercializar cigarros falsificados em Goiânia (Foto: Reprodução/Hypeness/Wikimedia Commons)

A Polícia Civil prendeu, na quinta-feira (12), pai e filho suspeitos de fabricar e comercializar cigarros falsificados em Goiânia. Os dois movimentavam um considerável volume financeiro e abasteciam o mercado formal e informal da capital e de cidades do interior de Goiás. Ambos foram encaminhados para a delegacia.

Após investigações, a equipe da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), cumpriu um mandado de busca e apreensão em um estabelecimento comercial onde funcionava a fabricação e rotulagem clandestina de cigarros palheiros de diferentes marcas.

No local, os agentes encontraram cerca de 7 mil carteiras de cigarros palheiros falsificados.

Diante dos fatos, os proprietários do local foram autuados e presos por crimes contra o consumidor. A investigação continua a fim de identificar outros envolvidos.

LEIA MAIS

Grupo suspeito de contrabando de cigarros é alvo de operação da PF em Catalão

Homem é suspeito de agredir duas jovens por causa de cigarros, em Anápolis

1 em cada 5 homens morrem no mundo por causa do cigarro

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira