Paramount+ é relançada com preço mais acessível, mas não bate de frente com concorrência

Plataforma de streaming cobra R$ 19,90 por mês e conta com clássicos da Nickelodeon, The Office e The Handmaid's Tale no catálogo

Paramount+ é relançada no Brasil com preço mais acessível e 5 mil horas de conteúdo
Vai assinar a Paramount+? (Foto: Divulgação)

A Paramount+ foi relançada no Brasil na última quinta-feira (4). Reformulada, a plataforma de streaming oferece preço mais acessível que a concorrência (R$ 19,90 contra R$ 21,90 do plano mais básico da Netflix) e um catálogo que promete até 5 mil horas de conteúdo.

Entre as atrações oferecidas pela plataforma aqui no Brasil, há produções originais e obras aclamadas por público e crítica, como The Office e The Handmaid’s Tale. Há ainda um grande volume de atrações para o público infanto-juvenil e clássicos da Nickelodeon para adultos nostálgicos.

Brilhante Victoria, Bob Esponja, Os Padrinhos Mágicos, Hey Arnold, Os Anjinhos iCarly estão no catálogo da Paramount+. Aliás, esta última ganhará uma temporada de episódios inéditos exclusivos na plataforma.

Dentre as produções originais da plataforma, estão – além de The Handmaid’s Tale – Yellowstone, Families of the Mafia e Two Weeks to Live.

A plataforma pode ser acessada pelo computador, ou pelos sistemas iOS, Android, Apple TV, Roku e Amazon Fire TV.

Opinião do repórter sobre a Paramount+

Um defeito da Paramount+ é que ela, sozinha, não se sustenta. Perto da quantidade de conteúdo disponível nas concorrentes, as 5 mil horas da plataforma não fazem nem cócegas. Só a título de comparação, a Netflix, segundo divulgado pela própria empresa em 2020 (via Canaltech), soma 36.667 horas de conteúdo. Sete vezes mais que a novata.

A assinatura só funciona para quem se interessa de verdade pelo conteúdo exclusivo ou de algum dos canais parceiros, como Nickelodeon, MTV e Showtime. E, mesmo nestes casos, ainda faltam lacunas. Sucessos da Showtime como Nurse JackieUnited States of Tara, por exemplo, estão de fora. O mesmo vale para clássicos alguns da Nickelodeon e da MTV.

Nem mesmo assinar a plataforma como conteúdo adicional no Prime Video compensa, já que o valor é o mesmo. A menos que o usuário não tenha interesse em nenhuma outra plataforma de streaming disponível no mercado e queira dar um upgrade na assinatura do streaming da Amazon.

Além da questão preço x conteúdo, usuários também relataram, nas redes sociais, problemas de navegação no sistema da plataforma. Houve ainda relatos de legendas desincronizadas e que alternavam entre idiomas por conta própria.

É provável que o catálogo da Paramount+ se expanda nos próximos meses, complementando o que falta de conteúdo dos canais parceiros e apostando em obras exclusivas. Até lá, não parece ser uma opção interessante para o consumidor.