PCDF abre inquérito para investigar Sérgio Reis sobre paralisação de caminhoneiros

Investigação teve início após divulgação de vídeos nas redes sociais qual no ele convoca uma manifestação para setembro

Cantor Sérgio Reis - PCDF abriu inquérito para investigar Sérgio Reis
PCDF abre inquérito para investigar Sérgio Reis sobre paralisação de caminhoneiros (Foto: divulgação - Veja)

A PCDF instaurou inquérito para investigar Sérgio Reis após divulgação de vídeo nas redes sociais convocando nova paralisação de caminhoneiros prevista para setembro, em Brasília. Divulgação da investigação ocorreu nesta terça-feira (17/8).

“A investigação teve início após a circulação de vídeos e áudios nas redes sociais e em matérias jornalísticas em que alguns indivíduos, dentre eles o cantor Sérgio Reis, manifestam-se no sentido de cometerem crimes previstos nos artigos 147 (ameaça), 163 (dano) e 262 (atentado contra a segurança de meio de transporte) do Código Penal”, declarou a Polícia Civil do Distrito Federal.

Ainda de acordo com a PCDF, os envolvidos na organização dos protestos prestarão depoimento no Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor), mas ainda não há uma data prevista.

Inquérito para investigar Sérgio Reis partiu de convocação de nova paralisação de caminhoneiros

Em vídeo publicado nas redes sociais, no último sábado (14/8), o cantor afirma que o movimento pró-Bolsonaro deve acontecer nos três dias que antecedem o próximo feriado de 7 de setembro.

“Vamos fazer um movimento clássico, sem agressões. Queremos dar um jeito de movimentar esse país e salvar o nosso povo. Estamos organizando talvez [para os dias] 4 a 6 de setembro. Dia 7 de setembro não queremos fazer nada para não atrapalhar o desfile do nosso presidente, que é muito importante”, disse Reis.

Paralisação de caminhoneiros

De acordo com o artista, a paralisação teria foco em Brasília, mas deve alcançar outros estados do Brasil. “Nós estamos nos preparando judicialmente para fazer uma coisa séria, para que o governo tome uma posição e o exército tome uma posição”, afirmou o cantor.

 

Em outro vídeo divulgado nas redes, Sérgio Reis também revela que a paralisação terá 72 horas e que outros tipos de transporte serão impedidos de transitar. “O Brasil inteiro vai estar parado. Ninguém trafega, ninguém sai. Ônibus volta para trás com passageiros. Só vai passar Polícia Federal, ambulância, bombeiro e cargas perecíveis. Fora isso, ninguém anda no Brasil”, disse o cantor.

*Por: Larissa Passos, do Mais Brasília