PF desarticula rádios ilegais de Goiás que interferiam no aeroporto de Brasília

Polícia cumpriu mandados em Luziânia, Cidade Ocidental e Valparaíso de Goiás

PF desarticula rádios ilegais de Goiás que interferiam no aeroporto de Brasília
PF desarticula rádios ilegais de Goiás que interferiam no aeroporto de Brasília (Foto: PF)

A Polícia Federal (PF) realizou, com apoio da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), uma ação contra transmissões de rádios ilegais em Goiás que interferiram na comunicação do Aeroporto Internacional de Brasília. A Operação Piratas do Entorno ocorreu na terça-feira (19).

A ação cumpriu três mandatos de busca e apreensão nas cidades de Luziânia, Cidade Ocidental e Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, mas não houve prisões.

De acordo com o PF, os envolvidos vão responder pelos crimes de desenvolvimento clandestino de atividades de telecomunicação. A prática é punível com dois a quatro anos de prisão e pode ser aumentada, no caso de dano a terceiro. No texto legal, ainda há previsão de multa de R$ 10 mil.

A atividade “pirata”, segundo a corporação, causava problemas quando os pilotos das aeronaves se aproximavam da aterrissagem.

O Mais Goiás entrou em contato com o Aeroporto de Brasília para comentar o caso, mas a assessoria informou que quem opera a torre de controle e realiza as comunicações é a Força Aérea Brasileira (FAB). O portal enviou um e-mail à FAB e aguarda retorno.