Piloto de parapente fica gravemente ferido após acidente durante voo, em Jaraguá

Clebson Webster de 41 anos é natural do Rio de Janeiro e era a primeira vez que participava do campeonato de parapente no município. Ele foi encaminhado em estado grave para o Huana

O piloto de parapente Clebson Webster, de 41 anos, ficou gravemente ferido após cair durante um voo na tarde de quinta-feira (19), no Parque Estadual da Serra de Jaraguá. De acordo com a equipe do Corpo de Bombeiros, o piloto é natural do Rio de Janeiro e participava de um campeonato nacional de parapente no município. Ele caiu próximo a rampa de salto e era a primeira vez que ele participava do campeonato na cidade. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

Segundo a corporação, o piloto sofreu traumatismo cranioencefálico e foi encaminhado para o Hospital Estadual de Jaraguá. Ao dar entrada na unidade, o estado do paciente agravou, momento em que ele teve que ser entubado e, posteriormente encaminhado de helicóptero para o Hospital de Urgência de Anápolis (Huana). O Mais Goiás entrou em contato com a assessoria de imprensa do hospital e aguarda uma resposta sobre o estado de saúde do paciente.

O presidente do Goiases Parapente Clube, Moacir da Cunha, disse que o campeonato de parapente começou no dia 1º de julho e vai até o dia 27. Ele explica todos os pilotos assinam um termo de compromisso, além de ter a conferência do equipamento e do licenciamento para voar.

“Infelizmente foi um acidente. Antigamente o número era muito maior, cerca de cinco em apenas um dia. Hoje nós estamos em 20 dias de campeonato e tivemos apenas dois casos. Nossa equipe é preparada para dar suporte aos pilotos e todo atendimento necessário. Na rampa de salto nós temos brigadistas e fiscais que nos ajudam na organização do evento”, explica o presidente.

Caso semelhante

No início do mês, um outro piloto, de 36 anos, ficou ferido após colidir o parapente em uma árvore na GO-147, entre os municípios de Firminópolis e Aurilândia, a cerca de 150 quilômetros de Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Rafael Figueira Silva também é do Rio de Janeiro e ele mesmo acionou o resgate. Ele foi encaminhado para o Hospital Regional de São Luís dos Montes Belos consciente e com fortes dores no quadril.

Os procedimentos de resgate foram realizados no local e a vítima foi encaminhada ao Hospital Regional de São Luís dos Montes Belos. Posteriormente, Rafael foi transferido para o Hospital de Urgência Governador Otávio Lage (Hugol), em Goiânia. O Mais Goiás entrou em contato com a unidade que, por meio de nota, informou que Rafael se encontra em estado regular, consciente e respirando espontaneamente.