Podemos oficializa indicação do deputado Lívio Luciano ao cargo de vice na chapa de Caiado

Segundo parlamentar, ato simboliza interesse do partido em compor a disputa ao governo ao lado do DEM. Definição, entretanto, só ocorre no final de julho

Partido que declarou, no início de abril, apoio nacional à candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM) ao governo de Goiás, o Podemos, tem uma agenda cheia ao lado do governável nesta quinta-feira (19). Isso porque a presidente nacional da sigla, deputada federal Renata Abreu, estará em Goiânia às 17h para fazer a indicação oficial do nome do deputado Lívio Luciano (Ex-MDB, atual podemos) para a composição da chapa com o democrata, na Assembleia Legislativa (Alego). O ato, porém, não define a escolha do DEM, que só será fixada no fim de julho, durante as convenções partidárias.

O próprio Lívio deixa isso claro quando afirma que a indicação é um sinal do interesse do Podemos em ter um nome para vice na chapa governável, embora outros partidos da base de Caiado tendam a fazer o mesmo. Ele revela, que a indicação faz parte de uma tentativa de consolidação de um palanque, em Goiás, para o presidenciável da legenda, senador de oposição Álvaro Dias.

“Isso foi mais uma ideia da Renata Abreu, que cogitou meu nome para a proposta, já que deputados foram filiado ao partido. Daí o presidente estadual Sandro Resende falou comigo e eu aceitei. Trata-se de um esforço nacional para formar uma base positiva nos estados para a campanha do Álvaro”, revela.

Surpresa

O parlamentar, que aproveitou a Janela Partidária para deixar o MDB, onde permaneceu por 12 anos, reforça, entretanto, que a mudança não ocorreu por causa da indicação, mas por uma “falta de corpo” das candidaturas emedebistas à Alego. Pré-candidato à deputado estadual ele alega que, pelo MDB, a candidatura necessitaria de muitos votos para reeleição. Lívio admite que recebeu convites de muitos partidos, mas acabou optando por permanecer com Álvaro, que o convidou pessoalmente a liderar articulações com segmentos evangélicos e de servidores públicos no Estado.

“Não esperava ser indicado. Não existia nenhum tipo de articulação para indicação de vice pela base. A minha candidatura pelo MDB precisaria de muitos votos para ter sucesso. O plano do MDB tinha cabeça, mas não tinha corpo. Somado a isso, há o fato de que, por eu ser evangélico, Álvaro me convidou para formar uma frente evangélica para a candidatura dele à presidência em Goiás. Mais um sinal do esforço nacional de fortalecimento do Podemos para alavancar o nome do presidenciável nos estados”, comenta. “O alinhamento do Podemos com Ronaldo também é fortalecido pelo fato de Álvaro compor a oposição nacional junto com Caiado na oposição no Senado”, completa.

Indicação de Lívio guarda intenção de fortalecimento do senador Álvaro Dias em Goiás (Foto: reprodução)

Segundo ele, que é declaradamente irista, o prefeito de Goiânia Íris Rezende não deu sua “bênção” para a troca de partido. “Expliquei a ele o meu posicionamento e meus motivos, mas ele queria mesmo é que eu ficasse no MDB. No entanto, mesmo com a saída, Íris continua sendo minha grande referência na política, assim como é para vários outros parlamentares de Goiás”.

Possibilidade

Caso seja confirmado como integrante da chapa ao governo, Lívio afirma que o principal motivo será a inserção dele em movimentos religiosos e entre os servidores públicos, já que é servidor de carreira do fisco há 30 anos. “Seria por acreditarem que tenho penetração suficiente para sensibilizar esses segmentos para estarem conosco na empreitada”.

O alinhamento  com caiado, revela o parlamentar, é “simples” e ocorre “naturalmente” pela oposição que feita por ambos ao “atual sistema de governo que impera em Goiás”, em clara referência ao marconismo chefiado hoje por José Eliton (PSDB). “Se o DEM confirmar meu nome, vamos definir juntos um modelo de governo. Sei que a equipe do Caiado já trabalha na construção de um plano de governo, baseado em pesquisas e nos anseios da população de todas as regiões do estado. Iríamos incrementar esse trabalho para consolidar um plano que contemple esses anseios”, expõe.

Caiado se esquiva de definição precipitada (Foto: reprodução)

Ao Mais Goiás, a assessoria de imprensa de Ronaldo Caiado enviou uma nota, comentando a indicação e se esquivando de uma definição antecipada. “O Senador recebe com carinho e respeito ao Podemos e ao Lívio, que fazem parte da oposição, e é um direito do partido pleitear. Lá na frente a oposição irá definir o nome que represente a todos do grupo, de forma tranquila e atendendo aos anseios dos goianos para mudar a realidade de Goiás”, diz o documento na íntegra.

Agenda

Além da indicação de Lívio, Dem e Podemos tem outra agenda juntos. Em Anápolis, a presidente nacional do partido Renata Abreu e o pré-candidato ao governo estarão no lançamento do nome de Valeriano Abreu a deputado federal. O encontro será às 20h, na Câmara Municipal de Anápolis.