Corpo encontrado em Palmeiras de Goiás deve ser de adolescente que desapareceu em outubro

Pessoa morta vestia roupas parecidas com as de Wanderson Costa Leite

Polícia acredita que corpo encontrado em Palmeiras seja o de Wanderson Costa Leite (Foto: acervo pessoal)
Polícia acredita que corpo encontrado em Palmeiras seja o de Wanderson Costa Leite (Foto: acervo pessoal)

A Polícia Civil acredita que o corpo encontrado por cães farejadores nesta quarta-feira (1º) em Palmeiras de Goiás seja de um adolescente de 17 anos que está desaparecido desde o final do mês de outubro. Bombeiros que participaram do resgate relataram semelhança entre as roupas que estavam no cadáver, já em estado de decomposição, e nas vestimentas que foram descritas por familiares como sendo as que Wanderson Costa Leite usava no dia em que sumiu.

A delegada Silvana Nunes chamou a imprensa ao prédio da Secretaria de Segurança Pública nessa quinta (2) para confirmar que o corpo é de Wanderson.

No início desta semana, a Polícia Civil prendeu preventivamente três suspeitos pelo desaparecimento do adolescente, que sumiu na noite do último dia 25 de outubro, depois de entrar em uma camionete. O veículo em que ele entrou já havia sido apreendido na semana passada, e, constataram os peritos, tinha manchas de sangue no banco.

Foi com o depoimento de um dos presos, que os policiais e bombeiros chegaram hoje até um local na zona rural, onde os cães farejadores encontraram o corpo, que estava enterrado. A princípio, a informação é que o cadáver estava com roupas semelhantes às que Wanderson usava, mas a confirmação da identidade só será feita após a realização de exames.

Familiares foram chamados para reconhecer o corpo

No início da noite, familiares do adolescente foram chamados pela para serem ouvidos, e para tentar fazer o reconhecimento das roupas e do corpo. A Polícia Civil, porém, só deve se pronunciar sobre o caso na manhã desta quinta-feira.

Um dos presos, de acordo com informações iniciais, teria confessado o assassinato, mas a motivação ainda não foi divulgada. Este preso, inclusive, foi quem levou os policiais e bombeiros até a região onde estava enterrado o corpo que, acredita-se, seja de Wanderson Costa Leite.