Polícia divulga retrato falado de homem que amarrou e abusou de mulher, em Rio Verde (GO)

Segundo a Polícia Civil, vítima de 50 anos fazia caminhada pela região quando foi atacada

PC divulga retrato falado de homem que amarrou mulher no bueiro e abusou dela, em Rio Verde (GO)
PC divulga retrato falado de homem que amarrou mulher no bueiro e abusou dela, em Rio Verde (GO) (Foto: divulgação - PC)

A Polícia Civil divulgou, nesta terça-feira (26), o retrato falado do suspeito de amarrar uma mulher de 50 anos a um bueiro e estuprá-la em um lote baldio, no bairro Santo Antônio de Lisboa, em Rio Verde, região sudoeste de Goiás. A vítima foi atacada pelo suspeito na última segunda-feira (18), enquanto caminhava pela região.

De acordo com a Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) da cidade, o retrato foi feito considerando que o autor ainda não foi identificado e com os elementos e descrições informados pela vítima. Em depoimento, a mulher o caracterizou como um homem de estatura baixa, forte e que, na data do ocorrido, usava bermuda vermelha e blusa laranja.

A expectativa da polícia é que a divulgação do retrato falado pela imprensa faça com que a população identifique denuncie o suspeito. A denúncia pode ser feita pelo 197 e pelo disk-denúncia (62) 9 9862-9506. O denunciante não precisa se identificar.

O crime

No dia 18 de abril, a Polícia Militar foi acionada por um homem que passava pelo local e encontrou a vítima com as mãos e pés amarrados com fios a uma tampa de bueiro em um lote baldio. A equipe soltou a mulher e a encaminhou para uma unidade de saúde, onde recebeu atendimento.

Depois disso, a vítima prestou depoimento na delegacia. Ela informou que caminhava pela rua quando um homem a abordou com uma faca e a obrigou a ir até um lote baldio coberto por mato. Lá ela foi estuprada.

Segundo a polícia, o bairro Santo Antônio de Lisboa é novo e tem poucos moradores, o que pode ter facilitado a ação criminosa. A mulher voltou ao local do crime junto com policiais para detalhar o ocorrido. A Polícia Civil faz buscas pela região para localizar o suspeito.