Polícia prende quadrilha de roubo de cargas em Goiás e encontra drogas

Prisão aconteceu durante operação que recuperou ontem dezenas de televisores de última geração que haviam sido roubados no final da semana passada

Um homem e uma mulher foram presos pela Polícia Militar na noite de segunda-feira (18) suspeitos de integrarem uma quadrilha que rouba cargas em Goiás. Na casa deles, os policiais encontraram uma grande quantidade de drogas e uma arma de fogo.

O nome e o endereço do casal surgiram depois que agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), e militares do 31º BPM recuperaram, na manhã de ontem, parte de uma carga de televisores de última geração que havia sido roubada no final da semana passada no Setor Alto da Glória, em Goiânia. Alguns televisores estavam em uma mansão que está sendo construída em um condomínio fechado em Senador Canedo, e outros em uma casa localizada no mesmo município.

O casal, que mora no Parque Atheneu, em Goiânia, segundo as investigações, teria participado do roubo ao motorista, que foi rendido quando descansava dentro do caminhão, que estava estacionado no pátio de um posto de combustíveis, às margens da BR-153. Na casa deles, os policiais encontraram tubos de lança perfume, balanças de precisão, porções de maconha, cocaína, crack, e um computador que segundo a polícia tem, na memória, um arquivo com o controle sobre a venda de drogas. Um revólver calibre 38 que teria sido usado para render o motorista também foi apreendido.

Polícia recuperou televisores roubados na última segunda (18)

Polícia recuperou televisores roubados na última segunda (18)

Receptador que pode ser o líder da quadrilha está sendo procurado

Além das duas prisões, as polícias civil e militar trabalham agora para identificar pelo menos mais um assaltante, e o receptador, que, suspeita-se, seria o chefe da organização criminosa. Caso seja confirmada a informação que este receptador é o dono da mansão que está sendo construída no condomínio fechado em Senador Canedo onde foram localizadas algumas tevês roubadas, o delegado Alexandre Bruno, titular da Decar, irá solicitar, junto à justiça, além da prisão, o confisco dos bens, e imóveis dele.