Prefeitura de Goiânia premia crianças por redações sobre violência contra mulher

Solenidade ocorreu pela manhã, no Salão Nobre do Paço Municipal

Prefeitura de Goiânia premia crianças por redações sobre violência contra mulher
Prefeitura de Goiânia premia crianças por redações sobre violência contra mulher (Foto: Prefeitura de Goiânai)

A Prefeitura de Goiânia premiou nesta quinta-feira (12) dez alunos da rede municipal de ensino que venceram o concurso de redação “Violência Contra as Mulheres – Triste Realidade”. A solenidade ocorreu pela manhã, no Salão Nobre do Paço Municipal, no 6º andar. O certame contemplou estudantes do 5º e 9º ano da capital.

Vale citar, os jovens foram premiados com itens (tablets, notebooks e celulares) doados pela advogada, conselheira seccional e Ouvidoria-Geral da Mulher na OAB-GO, Priscila Rezende, madrinha do concurso. Foram cinco vencedores em cada uma das duas categoriais textuais: crônicas, com alunos do 9º ano; e história em quadrinhos, com os estudantes do 5º ano.

Nas crônicas, venceram (começando a primeira colocada): Julia Gabriela Mendes Vieira, estudante da Escola Municipal Amâncio Seixo de Brito, com a crônica “O apartamento de cima”; Júlia Vieira de Freitas, aluna da Escola Municipal Presidente Vargas, com a crônica “Mãe, por que teve que ser assim com você?”; e Pedro Henrique Nunes dos Santos, estudante da Escola Municipal Dom Tomás Balduino, com a crônica “Violência contra a mulher”.

Já na categoria história em quadrinhos, venceram: Davi Gass de Azevêdo, aluno da Escola Municipal Paulo Teixeira de Mendonça; Arthur Luka Ferraz Silva, da Escola Municipal Frei Demétrio Zanqueta; e Emanuelle Vitória Batista, aluna da Escola Municipal Bárbara de Souza Morais.

Importância

Vale citar, o evento foi feito em parceria das pastas de Políticas para as Mulheres e Educação. Para o prefeito Rogério Cruz (Republicanos), “meninos e meninas devem, desde muito cedo, eliminar as relações que geram a violência e inferiorizam a mulher”.

Já a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Tatiana Lemos, afirma que “o assunto deve ser pautado para as crianças e adolescentes de forma a torná-los cidadãos proativos na luta em defesa da mulher e contra a violência doméstica”. Ainda segundo ela, “o grande objetivo é fazer com que as crianças e adolescentes pudessem entender, desde sempre e desde agora, o que é a violência contra a mulher. Muitos, infelizmente, vivem na prática essa realidade em casa. Mas nós queríamos que, por meio do concurso, essa discussão fosse levada para dentro dos lares”.

O secretário Municipal de Educação, Wellington Bessa, classificou como “essencial” o concurso e outras ações nos mesmos moldes. “Vocês, crianças, também devem se indignar, escrever e se manifestar no sentido de que hoje, na nossa sociedade, não existe mais espaço para agressões contra as mulheres. Enquanto não existir uma cultura de denúncia, a violência contra a mulher continuará a acontecer de maneira velada.”

Ideia

Karolinne da Silva Santos Pena, secretaria executiva da Mulher do Município de Goiânia, é uma das idealizadoras do concurso de redação. “Em uma conversa com minha madrinha, Marcia Inês, que é professora da rede municipal de ensino, surgiu a ideia do concurso”, revela.

Ao Mais Goiás, ela diz que acredita no poder de transformação do conhecimento, e não tem ambiente melhor para debater um assunto tão urgente como a violência contra a mulher, do que as escolas. “Promover o debate e a reflexão entre crianças e adolescentes, é buscar um futuro mais consciente e respeitoso para com as mulheres.”

Ainda segundo ela, essa é uma pauta de grande preocupação da secretária da Mulher, Tatiana Lemos, e do prefeito Rogério Cruz. “Então, eles logo compraram a ideia e fizeram acontecer, assim como a madrinha do concurso, a advogada Priscila Rezende, que doou os prêmios aos vencedores”, destacou.

Premiação

Gênero Textual: Crônica

1ª Colocação: “O apartamento de cima”, de Julia Gabriela Mendes Vieira – Escola Municipal Amâncio Seixo de Brito

2ª Colocação: “Mãe, por que teve que ser assim com você?”, de Júlia Vieira de Freitas – Escola Municipal Presidente Vargas

3ª Colocação: “Violência contra a mulher”, de Isabel Eloá Silva Ribeiro – Escola Municipal Dom Tomás Balduino

4ª Colocação: “Violência contra a mulher”, de Pedro Henrique Nunes dos Santos – Escola Municipal Dom Tomás Balduino

5ª Colocação: “Divisão de tarefas”, de Isabela Valentina Pequeno Pimentel – Escola Municipal Professora Silene de Andrade

Gênero Textual: História em Quadrinhos

1ª Colocação: Davi Gass de Azevêdo – Escola Municipal Paulo Teixeira de Mendonça

2ª Colocação: Arthur Luka Ferraz Silva – Escola Municipal Frei Demétrio Zanqueta

3ª Colocação: Emanuelle Vitória Batista – Escola Municipal Bárbara de Souza Morais

4ª Colocação: Kamilla Vitória Sousa Silva – Escola Municipal Direito do Saber

5ª Colocação: Jhonata da Conceição Silva – Escola Municipal Alonso Dias Pinheiro