Presídio de Aparecida inaugura brinquedoteca para crianças visitarem os pais

Espaço lúdico tem decoração infantil, mesas, cadeiras e brinquedos; materiais foram confeccionados pelos próprios detentos

Pais e mães presos na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, já podem receber os filhos menores de 18 anos fora do ambiente de cárcere. Isso porque, a POG inaugurou, nesta quinta-feira (2), uma brinquetoteca de 35 metros quadrados, com decoração infantil, mesas, cadeiras, brinquedos e outros itens lúdicos para as crianças.
Penitênciaria de Aparecida de Goiânia inaugura brinquedoteca para crianças visitarem pais (Foto: Divulgação – Dgap)

Pais e mães presos na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, já podem receber os filhos menores de 18 anos fora do ambiente de cárcere. Isso porque, a POG inaugurou, nesta quinta-feira (2), uma brinquedoteca de 35 metros quadrados, com decoração infantil, mesas, cadeiras, brinquedos e outros itens lúdicos para as crianças.

A brinquedoteca fica na entrada da penitenciária. No espaço, as crianças podem ficar até 45 minutos com os pais, que não utilizarão algemas, mas serão monitorados por um policial penal à distância. Para agendar a visita, o familiar responsável pela criança ou adolescente precisa acessar o sistema senha on-line da Polícia Penal – https://www.policiapenal.go.gov.br/senhaonline.

Além da POG, existem brinquedotecas prontas nas unidades prisionais de São Luís de Montes Belos e Luziânia. Nos demais 95 presídios do Estado, os espaços lúdicos estão sendo produzidos ou adaptados.

“Estamos construindo algo inédito no Estado e que é muito raro nas unidades prisionais brasileiras. É extremamente importante o contato social do apenado com seu familiar, para que ele não perca esses vínculos durante o cumprimento de sua pena. Esses vínculos são essenciais para o processo de ressocialização”, afirma o diretor-geral de Administração Penitenciária, Josimar Pires.

Materiais foram confeccionados pelos detentos

Materiais foram confeccionados pelos detentos (Foto: Divulgação – Dgap)

Detentos ajudaram na marcenaria da brinquedoteca

As mesas, cadeiras, cadeiras, brinquedos e materiais de EVA para as brinquedotecas são produzidas pelos próprios detentos. Homens confeccionam materiais na oficina de marcenaria; mulheres, produzem kits de EVA e dão acabamento em peças de madeira. Quando prontos, os kits de brinquedos são distribuídos para as unidades prisionais de Goiás.

“Os detentos, especialmente as mulheres, estão se sentindo ainda mais úteis com esse projeto. Elas são mães e ficaram muito sensibilizadas em saber que podem receber os filhos em um espaço lúdico, adequado. Os trabalhos estão a pleno vapor”, revela a gerente de Produção Agropecuária e Industrial (GPAI), Alline Scaglia.

Vale citar que os detentos também terão remição de pena, ou seja, vão reduzir o tempo de cárcere com o trabalho prestado.

Contato físico

A POG também iniciou as visitas na modalidade convívio familiar esta semana. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira, com duração de 30 minutos. Por dia, são liberadas 48 senhas, cujo agendamento pode ser feito pelo sistema senha on-line.

Apenas contatos físicos como abraço e aperto de mãos são permitidos na modalidade convívio familiar. O detento e o visitante devem estar sentados em frente ao outro durante todo o período do encontro.