Preso mais de 50 vezes, suspeito de roubo morre em confronto com a polícia

Outros dois suspeitos foram presos e um terceiro envolvido conseguiu fugir durante o confronto

Preso mais de 50 vezes, suspeito de roubo morre em confronto com a polícia
Preso mais de 50 vezes, suspeito de roubo morre em confronto com a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Um suspeito de estar envolvido em um roubo de carro morreu em confronto com a Polícia Militar (PM), no Setor Norte Ferroviário, em Goiânia. O suspeito era considero muito perigoso pelos militares, pois já havia sido preso 53 vezes por diversos crimes de roubo, porte ilegal de armas e tráfico, entre outros.

De acordo com os militares, o caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (13), depois de uma denúncia anônima informando que havia um carro roubado escondido em um estacionamento de um hotel da capital.

No estabelecimento, os policiais conseguiram prender dois homens, também suspeitos de envolvimento no crime. Durante a abordagem, ambos disseram que os principais líderes da ação estavam hospedados no hotel.

O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (13), depois de uma denúncia anônima informando que havia um carro roubado escondido em um estacionamento de um hotel da capital (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira (13), depois de uma denúncia anônima informando que havia um carro roubado escondido em um estacionamento de um hotel da capital (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Em um dos quartos agentes encontraram apenas uma arma e chave do veículo roubado. Os policiais continuaram a busca e identificaram os outros dois homens fugindo a pé.

Suspeitos então entraram em uma mata para despistar os policiais, que foram recebidos a tiros, dada a perseguição. No confronto, o suspeito mencionado pelos agentes como de grande risco morreu. A PM diz ter acionado uma equipe médica, mas o homem não teria resistido. O outro conseguiu fugir.

Os outros dois suspeitos, presos no início da ocorrência, foram conduzidos, juntamente com as armas apreendidas e o carro, à Central Geral de Flagrantes.