Preso suspeito de provocar incêndio que matou “homem errado” em Maurilândia

Glaydstone Marmo teve 80% do corpo queimado e morreu no hospital. Autor disse que teria sofrido agressões por parte do namorado da vítima

Preso suspeito de provocar incêndio que matou homem em Maurilândia
(Foto: Divulgação PM)

Foi preso na última segunda-feira (28), o homem suspeito de provocar um incêndio que resultou na morte de Glaydstone Marmo Diniz, 29 anos, em Maurilândia, município a 251 quilômetros de Goiânia. O crime aconteceu em uma residência na área central da cidade, no último domingo (27). De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito, de 48 anos, confessou o crime ao ser detido. Segundo o delegado Adelson Candeo, o autor incendiou a casa pois teria discutido com o cunhado, namorado da vítima.

“A intenção era atingir o parente, mas ele não estava no local no momento. As chamas começaram no quarto onde o homem estava, atingindo a cama, o colchão e as cortinas. Ele provavelmente não conseguiu se desvincular das chamas e teve 80% do corpo queimado”, afirma.

Glaydstone foi socorrido e encaminhado para o Hospital Municipal Milton Amaro do Nascimento, em Maurilândia, e depois encaminhado para Goiânia, mas não resistiu aos ferimentos.

Na delegacia, o namorado da vítima foi ouvido como testemunha e liberado. Para a polícia, o autor disse que teria sofrido agressões por parte da vítima em outra ocasião. Ele foi preso em flagrante por crime de homicídio qualificado com emprego de fogo.

Preso suspeito de provocar incêndio que matou homem em Maurilândia

(Foto: Divulgação PM)