Procuradora é agredida por colega de trabalho em Registro, interior de SP

O agressor já foi liberado pois o delegado alegou que "não havia uma situação de flagrante"

Procuradora é agredida por colega de trabalho em Registro, interior de SP
Foto: Reprodução - Redes sociais

Uma procuradora foi agredida nesta segunda-feira (20) por um colega de trabalho dentro da Prefeitura de Registro, no interior de São Paulo, onde ambos atuam.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Demétrius Oliveira de Macedo aparece desferindo socos em Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, que se encontra jogada no chão.

A gravação mostra ainda que uma segunda funcionária é empurrada contra uma porta ao tentar conter o homem.

Na gravação, é possível ouvir Macedo usando palavras de baixo calão contra a procuradora.

Durante depoimento à polícia, o homem disse que sofria assédio moral no local de trabalho.

Demétrius Oliveira Macedo, também procurador, foi ouvido pela Policia Civil e foi liberado na sequência, uma vez que o delegado responsável pelo caso considerou que “não havia uma situação de flagrante”.

Em entrevista à TV Tribuna, filiada da TV Globo, o delegado também explicou sobre a decisão de liberar Demétrius após o depoimento. “Eu entendi que não havia uma situação de flagrante, e sim um fato criminoso. É claro que deveria ser devidamente apurado. Por isso, fizemos o registro da ocorrência e tomamos todas as diligências cabíveis na ocasião”.

A procuradora relatou à polícia que o colega Demetrius Macedo apresentava comportamento suspeito e que já havia sido grosseiro com outra funcionária do setor. Gabriela informou ter enviado um memorando à Secretaria Administrativa com uma proposta de procedimento administrativo. Agora, a procuradora quer que Macedo seja processado em decorrência das agressões e ofensas contra ela.

A administração municipal, por meio de nota, manifestou “mais absoluto e profundo repúdio aos brutais atos de violência realizados pelo Procurador Municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de Procuradora Geral do Município. Que a vítima e sua família recebam toda nossa solidariedade, apoio e cada palavra de conforto e acolhimento”.