Professores aposentados da Faculdade de Educação da UFG repudiam hostilidade à secretária Raquel Teixeira

O episódio aconteceu no dia 20 deste mês

Com o título ‘Para onde vai a Faculdade de Educação’, professores aposentados da Universidade Federal de Goiás (UFG) emitiram uma nota de repudio quanto ao tratamento dado a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, por alunos e professores daquela instituição de ensino. O episódio aconteceu no dia 20 deste mês, quando, a convite da própria Faculdade, a secretaria participava de uma reunião do Conselho Diretor da Faculdade de Educação para debater sobre o projeto do Governo de Goiás de gestão compartilhada com as Organizações Sociais em unidades educacionais.

Em nota, os professores afirmaram que assistiram “perplexos” as cenas da saída da secretaria da faculdade com gritos e palavras de ordem, após tentativa frustada de dialogar, já que foi interrompida por diversas vezes. Alguns alunos chegaram a bloquear a passagem do carro, onde a Secretária estava. “Ajudamos a construir o espírito crítico que caracteriza aquela unidade da Universidade Federal de Goiás. (…) A Faculdade convidou a professora e não garantiu o diálogo democrático com a referida docente. Como convidada, a professora Raquel tinha o direito de se manifestar apresentando o projeto e suas razões; tinha, também, a obrigação de ouvir todas as considerações e críticas dos professores que compõe o Conselho Diretor e, ainda, o direito de resposta”.

A nota ainda cita outro ponto “estarrecedor” de que ninguém do Conselho Diretor acompanhou a professora Raquel até a saída. “Atitudes como as que ocorreram são inaceitáveis no espaço do dissenso que deve caracterizar a universidade e em particular a Faculdade de Educação que tem sob sua responsabilidade produzir conhecimento, discutir e criticar a prática pedagógica e principalmente formar os educadores/professores”.

Cinco professores assinaram a nota. São eles: José Luiz Domingues, Maria Hermínia Marques da Silva Domingues, Maria Mitsuko Okuda, Lais Teresinha Monteiro e Ana Christina de Andrade Kratz.