Programa dará nova oportunidade para menores infratores em Goiânia

DEPAI oferecerá acompanhamentos e cursos profissionalizantes a todos os que forem autuados naquela especializada

Delegado Quéops Barreto, titular da Depai (Foto: Polícia Civil)
Delegado Quéops Barreto, titular da Depai (Foto: Polícia Civil)

Resgatar menores que entraram para o mundo do crime é o objetivo principal de um programa lançado nesta quinta-feira (11), em Goiânia. Denominado “Recomeçar”, o projeto irá oferecer oportunidades, incluindo cursos profissionalizantes, para menores infratores que forem autuados na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI), que fica no Jardim Goiás.

A partir de agora, todo menor de idade que chegar à DEPAI e estiver sem documentação será civilmente identificado, e caso ainda não possua, terá confeccionado, na hora, sua carteira de identidade. Serão oferecidos ainda palestras, acompanhamento psicológico e cursos profissionalizantes mesmo àqueles que ficarem poucas horas, ou apenas alguns dias na delegacia.

O passo seguinte, segundo o titular da DEPAI, delegado Quéops Barreto, será inserir este menor no mercado de trabalho, ou fazer com que ele volte a estudar. “A idéia é oferecer aos menores infratores, aqui mesmo em nossa delegacia, todas as oportunidades para que eles possam recomeçar suas vidas, e assim evitarmos a reincidência deles no mundo do crime”, destacou.

O Recomeçar foi desenvolvido e será realizado em conjunto, entre a Polícia Civil, Secretaria Estadual de Segurança Pública, Secretaria de Desenvolvimento Social, e Defensoria Pública Estadual.