Reitor da UFG, Edward Madureira diz que não irá se candidatar em 2022

Edward diz que pretende seguir em defesa da universidade pública

Apesar de retorno, reitor da UFG vê aulas remotas como algo que veio para ficar
Apesar de retorno, reitor da UFG vê aulas remotas como algo que veio para ficar (Foto: divulgação/UFG)

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira, descartou na manhã desta terça-feira (18) a possibilidade de se candidatar na eleição de 2022. Desfiliado do PT desde 2018, quando concorreu ao cargo de reitor da instituição, Madureira diz que não tem intenção de se refiliar – embora tenha projeção no meio educacional.

“Não tenho a intenção de me candidatar em 2022 a nenhum cargo. Inclusive estou desfiliado há bastante tempo. Quero continuar lutando pela universidade pública”, aponta. À frente da entidade, Edward tem feito reuniões com parlamentares e representantes do Ministério da Educação para tentar reverter cortes nas universidades.

Cúpula

A cúpula do PT é cautelosa ao tratar do assunto, mas não descarta o retorno de Madureira ao partido. Existe inclusive uma ala de petistas que defende que o reitor se candidate a governador. Nas eleições de 2014, quando se candidatou a deputado federal, o reitor obteve expressiva votação, com 58.865 votos, mas não foi eleito.

O deputado federal Rubens Otoni (PT) lembra que o reitor não tem filiação partidária e que, portanto, o assunto só poderá ser discutido depois que Madureira se desincompatibilizar do cargo.

A presidente estadual do PT, Kátia Maria, afirma que o momento não é de se discutir a composição de candidaturas para 2022, e sim e de cobrar o governo federal por mais vacinas e auxílio emergencial. “O PT foi criado para ser instrumento de transformação da sociedade neste momento está imbuído na defesa das pessoas que mais precisam”, diz.

Reitoria da UFG

O atual reitor apoia Sandramara Chaves, da chapa “UFG Viva”na eleição que vai escolher o próximo reitor da instituição. Ela disputa com Maria Fioravantis, da chapa “Movimenta UFG”. O sufrágio acontece nos dias 8 e 9 de junho.

Além de reitor, Edward é presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).