Rogério Cruz teme que aliança de Caiado com MDB prejudique relacionamento entre Estado e Goiânia

"Caso essa chapa se concretize e saia vitoriosa, como será o relacionamento do vice-governador de Goiás com o Município?"

Com Covid-19, Rogério Cruz diz que já apresenta melhoras
Com Covid-19, Rogério Cruz diz que já apresenta melhoras (Foto: Jucimar de Sousa)

Prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos) teme que uma possível aliança do MDB com o governador Ronaldo Caiado (DEM) possa prejudicar o relacionamento entre o governo estadual e o municipal. “O presidente do MDB [Daniel Vilela] tem nos feito críticas. Caso essa chapa se concretize e saia vitoriosa, como será o relacionamento do vice-governador de Goiás com o Município?”, questiona.

Apesar disso, Rogério afirma que a gestão municipal está afinada com o governo “e sabemos dos ganhos para o partido em caminhar com o governador Ronaldo Caiado”, se refere ao Republicanos.

Vale lembrar, Rogério era vice do prefeito eleito Maguito Vilela (MDB), que faleceu em janeiro deste ano. Após alguns meses, o MDB desembarcou da gestão com críticas a condução do prefeito e troca de secretariado.

Os vereador de Goiânia, contudo, não deixaram a base do prefeito com a debandada do secretariado.

Sobre aliança de Caiado com o MDB

Em 20 de agosto, Ronaldo Caiado visitou o diretório estadual do MDB, em Goiânia, e teve uma reunião com Daniel Vilela. Na ocasião, o governador admitiu que convidou Daniel para a chapa majoritária – mas não disse se é para ocupar a vaga de candidato a vice-governador ou senador.

Daniel Vilela, por sua vez, chamou de “gesto histórico” a visita do governador ao diretório. Segundo ele, o evento pesará na decisão do partido sobre que rumo tomar em 2022.