Sem máscara, Bolsonaro participa de inauguração de usina solar em Caldas Novas

Presidente falou que pretende manter o auxílio emergencial até o fim do ano

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou na manhã deste sábado (29) de inauguração de usina fotovoltaica em Caldas Novas, no sul do estado. Ele estava acompanhado do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e, sem máscara, cumprimentou apoiadores que aguardavam a chegada dele no local.

No discurso no evento, o presidente falou que pretende manter o auxílio emergencial até o fim do ano, mas não precisou qual seria o valor. “Não deve ser R$ 600, mas também não será R$ 200“, disse.

“Os primeiros prejudicados [pela pandemia] foram os informais. Eles não tinham mais como vender churrasquinho na praça, vender biscoito na praia”, comentou. O presidente ainda disse que criou e prorrogou o auxílio, sem citar o papel do Congresso na questão.

Bolsonaro ainda citou reservas de nióbio, uma obsessão enquanto deputado e durante a campanha à presidência.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) também esteve no evento e lembrou que Goiás é o estado mais visitado pelo presidente. Nas redes sociais, o democrata chamou Bolsonaro de “homem simples”.

A usina

Com potência de 5,6 milhões de Watt-pico, o gerador inaugurado tem capacidade de iluminar 4.256 casas.