Sem videogame e de castigo, menino de oito anos foge de casa em Goiânia

Criança disse que ia para a casa do avô, no Pará

De castigo e sem vídeo game, menino foge de casa e é resgatado em Goiânia
De castigo e sem vídeo game, menino foge de casa e é resgatado em Goiânia (Foto: Reprodução/GCM)

Revoltado com a mãe, que o havia colocado de castigo e o proibido de jogar videogame, um garoto de oito anos tomou uma decisão ousada: fugir de casa e empreender marcha rumo à casa do avô, que mora a centenas de quilômetros de distância, no Pará. O desfecho da história poderia ser trágico se, por um acaso do destino, guardas civis metropolitanos não o tivessem avistado sozinho na rua. Os agentes o abordaram, elucidaram a história e o devolveram à família.

Miranda, comandante da GCM, disse que o menino foi visto entre a avenida Perimental Norte e a avenida Mato Grosso do Sul, no setor Perim, por volta das 20h, por um guarda que estava de folga. “Ele estranhou a criança andando naquele lugar, que tem um intenso fluxo de carro, sozinho e nos acionou”.

Após chegar ao local, os civis perguntaram ao garoto sobre os pais e sobre onde ele morava. Mas, ele não soube responder. Diante da negativa, os guardas colocaram o menino no carro e procuraram pela família dele no setor. Minutos depois, a mãe, que já estava desesperada, foi encontrada. Ela disse que o menino fugiu de casa após ficar de castigo sem o vídeo game.