Senador Luiz do Carmo diz que irá sair do MDB para disputar reeleição

Senador busca partido para conseguir disputar reeleição, pois MDB tem vice-governadoria garantida na chapa governista

Senador Luiz do Carmo
Luiz do Carmo diz que irá sair do MDB para disputar o Senado (Foto: Senado - Divulgação)

O senador Luiz do Carmo já tem prazo para se desfiliar do MDB: “até o dia 15 de dezembro”, garante. Ele sairá do partido porque quer disputar a reeleição em 2022.

A aliança do DEM com o MDB e o anúncio de que o presidente do partido, Daniel Vilela, será o representante da legenda na chapa de Ronaldo Caiado (como candidato a vice-governador) inviabilizou o projeto de Luiz do Carmo de ser candidato ao Senado filiado ao MDB. Outros partidos querem representatividade na chapa. Pleiteiam a mesma vaga que ele Henrique Meirelles (PSD) e Alexandre Baldy (PP).

O senador deve comunicar a saída a Daniel Vilela ainda nesta quarta-feira (24). Ele diz que conversa com diversos partidos para definir em qual deve embarcar na janela partidária do ano que vem. Entre as opções está o PSC, do irmão do senador, Eurípedes do Carmo; o PSD e o Podemos.

Candidatura ao Senado em Goiás

Em julho, o senador já havia sinalizado ao Mais Goiás que manteria sua pré-candidatura independente da aliança do MDB com o DEM.

Além de Luiz do Carmo,  Henrique Meirelles (PSD), João Campos (Republicanos), Wilder Morais (PSC), Zacarias Calil (DEM) e Delegado Waldir (PSL) colocam seus nomes em disputa ao Senado na chapa governista.