Sequestrada, advogada é resgatada após 20h de cativeiro em Rio Verde

Vítima trabalha como motorista de aplicativo e foi raptada por três passageiros

Advogada é resgatada de sequestro após ser mantida como refém por 20 horas
Advogada é resgatada de sequestro após ser mantida como refém por 20 horas (Foto ilustrativa: Reprodução/iStock)

O Comando de Policiamento Especializado (CPE) resgatou uma advogada de 43 anos, no fim da tarde de domingo (18), de um cativeiro. A vítima trabalha como motorista de aplicativo e foi sequestrada por três passageiros. Ela foi mantida como refém em uma residência, localizada no Residencial Gameleira, na cidade de Rio Verde, por aproximadamente 20 horas.

De acordo com os militares, a equipe foi acionada por meio de uma denúncia. Assim que chegaram no local, ouviram gritos de pedidos de socorro e uma movimentação suspeita em uma das casas da região. Assim que entraram na residência, os policiais afirmam ter sido recebidos com tiros por três homens suspeitos.

A equipe respondeu os disparos e alvejaram os suspeitos. Equipes do SAMU e o Corpo de Bombeiros foram até o local para prestarem apoio aos envolvidos, que foram conduzidos ainda com vida para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade.

Advogada é resgatada de sequestro após ser mantida como refém por 20 horas

Advogada é resgatada de sequestro após ser mantida como refém por 20 horas (Foto: Divulgação/PM)

Segundo a PM, a vítima foi encontrada parcialmente amordaçada, vendada e com os pés amarrados. Aos agentes, ela relatou que apesar de ser advogada, também trabalha como motorista de aplicativo e que no dia anterior havia sido sequestrada durante uma viagem pelo trio de homens, que a manteve refém por cerca de 20 horas.

Com os suspeitos foram apreendidas quatros armas de fogo. Caso sejam condenados, cada um deles pode responder de cinco anos a 15 anos de prisão. A pena depende da violência empregada, o tempo e qual a motivação do crime. Todas as circunstancias ainda estão sendo investigadas.