Sergio Moro chama Bolsonaro de mentiroso no Twitter

"Nada do que ele fala deve ser levado a sério"

Moro pode ficar de fora da eleição de 2022
Moro pode ficar de fora da eleição de 2022 (Foto: Waldemir Barreto - Agência Senado)

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, chamou o presidente Bolsonaro (PL) de mentiroso pelas redes sociais, nesta tarde de segunda-feira (10). O pré-candidato à presidência pelo Podemos afirmou, ainda, que nada que o gestor federal fala pode ser levado a sério.

A fala foi uma reação a uma entrevista de Bolsonaro à rádio, quando o presidente disse que o ex-ministro tentou negociar vaga ao Supremo Tribunal Federal (STF). “Mentiu que era a favor da Lava Jato, mentiu que era contra o Centrão, mentiu sobre vacinas, mentiu sobre a Anvisa e o Barra Torres e agora mente sobre mim. Não é digno da Presidência”, escreveu Moro no Twitter.

Ele também comparou Bolsonaro ao ex-presidente Lula. “Assim como Lula, Bolsonaro mente. Nada do que ele fala deve ser levado a sério.”

Motivo da fala de Moro

A posição de Moro tem a ver com uma afirmativa que Bolsonaro fez à Rádio Jovem Pan. Nesta segunda, o presidente disse que o ex-juiz “passou a achar que era o dono do Ministério [da Justiça]”, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Ele também afirmou que Moro tentou acordo para ser indicado a uma vaga do Supremo Tribunal Federal. Segundo ele, o ex-ministro concordou que o então diretor-geral da PF, Maurício Valeiro, fosse substituído pelo diretor da Abin, Alexandre Ramagem, para isso.

“Na véspera, quando ele esteve comigo no dia que ele pediu demissão, ele [disse] que aceitava mandar embora o diretor-geral só em setembro, quando eu o indicasse ao Supremo. Que petulância”, disse à rádio.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro desmerece ajuda humanitária que Argentina ofereceu a Bahia