Servidores da rede estadual de Educação receberão ajuda de custo de até R$ 3 mil em Goiás

Iniciativa beneficia todos profissionais, sejam efetivos, comissionados ou temporários. Pagamentos vão de R$ 1.637,50 a R$ 3.275,00 e serão creditados na folha de novembro.

Educação vai avaliar alunos do 2º ano da rede pública com aplicativo que mede nível de leitura
Servidores da rede estadual de Educação receberão ajuda de custo de até R$ 39 mil (Foto: Seduc)

O Governo de Goiás vai inserir uma ajuda de custo cujo para servidores da rede estadual de Educação na folha pagamento de novembro. O valor será proporcional aos meses trabalhados e à carga horária. O benefício será de R$ 1.637,50 (para 20 horas), R$ 2.456,25 (para 30 horas) e de R$ 3.275,00 (para 40 horas). No total, cerca de R$ 120 milhões serão destinados para garantir os pagamentos.

A expectativa é de que a ajuda de custo alcance pelo menos 39 mil servidores da rede pública estadual de ensino. O pagamento será realizado a todos os servidores da Educação, sejam eles efetivos, comissionados ou de contratos temporários.

A intenção do Governo de Goiás é incentivar professores e servidores administrativos a investirem na aquisição de equipamentos da área de tecnologia, como notebooks ou celulares, por exemplo.

“Estamos fazendo da Educação uma verdade, para que ela atinja os melhores níveis e possa combater as desigualdades regionais, dando cidadania às pessoas”, ressaltou o governador Ronaldo Caiado.

Pacote de benefícios para profissionais de Educação

Além dessa ajuda de custo, o Governo de Goiás também concedeu reajuste salarial para servidores da rede estadual de Educação de 4,52% para professores P1, P2, do quadro transitório e com contratos temporários. Professores P3, P4 e servidores administrativos, efetivos ou com contratos, receberam reajuste de 7,20%.

O aumento salarial começará a ser pago já na folha do mês de outubro. Também neste mês, professores e servidores ativos da Seduc passarão a ter R$ 500 acrescidos em seus vencimentos, como Auxílio Aprimoramento Continuado.

O benefício tem como finalidade estimular a qualificação profissional e por isso pode ser utilizado para cobrir despesas com formação educacional e profissional ou para a aquisição de livros e participação em cursos.