Servidores da Saúde de Aparecida (GO) vão às ruas cobrar direitos trabalhistas da prefeitura

Sindsaúde convocou assembleia geral da categoria a ser realizada na próxima terça-feira em frente à prefeitura de Aparecida de Goiânia

Assembleia dos trabalhadores da Saude de Aparecida de Goiânia (Foto: Divulgação)
Assembleia dos trabalhadores da Saude de Aparecida de Goiânia (Foto: Divulgação)

Servidores de Saúde exigem da prefeitura de Aparecida de Goiânia cumprimento de revisão do Plano de Carreiras dos servidores efetivos da Secretaria de Saúde e o pagamento de valores retroativos referente ao piso nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e dos Agentes de Combate a Endemias (ACE).

Integrantes do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde de Goiás (Sindsaúde-GO) realizaram, na manhã de quarta-feira (1º), assembleia e tentaram reunião com o secretário de Fazenda do município, André Rosa. No entanto, não conseguiram se encontrar com o auxiliar da prefeitura.

Assim, a secretária do Sindsaúde, Flaviana Alves, convocou assembleia geral da categoria a ser realizada na próxima terça-feira (7) às 9h em frente à prefeitura de Aparecida de Goiânia. Depois os servidores devem seguir em carreata para fazer mobilização para as causas da categoria.

“Não dá para ter leis e não serem cumpridas. A lei de nº 085, que nos garante progressão desde janeiro e nada foi feito. A Lei Federal 191, que revogou os efeitos da Lei 173 para os servidores da saúde e dos policiais foi revogada, mas trouxe retroatividade e alegam que não foi calculado o impacto”, diz

Resposta

A Secretaria de Saúde de Aparecida informou por meio de nota que sempre mantém o diálogo aberto com o SindSaúde. Quanto à agenda, sempre que uma reunião é solicitada, todas as partes envolvidas são convidadas e é feita a marcação de acordo com a disponibilidade de todos.