Servidores públicos federais de Goiás e do País realizam paralisação nesta quinta

Na pauta, categoria pede reajuste salarial, que estaria defasado há cinco anos

Servidores públicos federais de Goiás e do País realizam paralisação nesta quinta
Servidores públicos federais de Goiás e do País realizam paralisação nesta quinta (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Servidores públicos federais realizam uma paralisação em Goiás – e no restante do País – na próxima quinta-feira (28). Na pauta principal, o reajuste salarial da categoria, mas também a promoção de concurso público e mais.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (SINT-IFESgo), uma das entidades que participará do ato nacional, o salário da categoria está defasado há cinco anos.

Além disso, conforme o sindicato, a perda salarial na atual gestão federal é de 19,9% – o governo, por sua vez, ofereceu 5%. “Mesmo com diversas tentativas de negociação, os servidores e suas entidades sindicais não obtiveram retorno do governo”, diz em nota.

A paralisação, destaca-se, foi aprovada em assembleia geral extraordinária em 12 de abril. O Sindicato dos Trabalhos em Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica de Goiás (Sintef-GO), que inclui servidores do Instituto Federal de Goiás (IFG) e o IF Goiano, também participará do ato.

Os institutos pedem, ainda, a derrubada da portaria 983/2020 (estabelece uma carga horária mínima de 14 horas semanais para aulas); flexibilização da jornada de trabalho dos técnico-administrativos em educação; contra assédio moral nos IFs; por mais concursos; e contra a reforma administrativa.

[Atualização] Confira as atividades do dia:

  • 8h ato na Reitoria da UFG Campus Samambaia
  • 10h ato na Reitoria do IFG (Jardim América)
  • Atos a serem confirmados na UFCAT (Catalão) e UFJ (Jataí)