Parapeito de universidade cede e sete jovens morrem na Bolívia; vídeo

Jovens assistiam assembleia no prédio da universidade quando ocorreu a tragédia

Sete jovens morrem após rompimento de proteção em universidade; vídeo
Sete jovens morrem após rompimento de proteção em universidade; vídeo (Foto: reprodução/ Twitter)

Pelo menos sete jovens, entre 21 e 23 anos, morreram após caírem do quarto andar do edifício da Universidade Pública de El Alto (UPEA), na Bolívia, na última quarta-feira (3). Segundo a polícia local, eles despencaram em um vão livre depois que a proteção se rompeu.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram que o corredor continha muita aglomeração de jovens no prédio do curso de Ciências Financeiras. Eles assistiam a uma assembleia e, em determinado momento, houve um tumulto e o guarda-corpo não resistiu a quantidade de pessoas e acabou partindo ao meio.

Ainda não se sabe o que provocou a alvoroço. Diversos jovens caem e ficam estirados no andar térreo sem se mover. A imprensa local informou que três vítimas fatais foram constatadas no momento da queda, mas outros quatro não resistiram aos ferimentos momento depois.

A polícia investiga as responsabilidades no caso. A cidade de El Alto, onde aconteceu a tragédia, é vizinha à capital La Paz.

“Lamentamos a tragédia ocorrida na Universidade Pública #ElAlto (UPEA), onde ocorreram várias mortes e feridos. Nossas mais sinceras condolências ao povo de El Alto e às famílias enlutadas. Aguardamos o pronto esclarecimento dos fatos ”, postou o presidente boliviano Luis Arce em seu perfil no Twitter.