Uso de máscara deixa de ser obrigatório em locais abertos de São Paulo

Máscaras ainda são obrigatórias para espaços fechados

SP desobriga uso de máscara em espaços abertos a partir de dezembro
SP desobriga uso de máscara em espaços abertos a partir de dezembro (Foto: reprodução - Agência Brasília)

O estado de São Paulo desobrigará o uso de máscaras em espaços abertos a partir de 11 de dezembro, de acordo com o anúncio feito governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (24). A decisão se justifica pela queda no número de casos e mortes provocadas pela Covid-19.

“No entanto, o uso de máscaras continuará sendo obrigatório nas áreas internas, nas estações e para as centrais de transporte público do estado de São Paulo. Inclusive nas estações, mesmo que a céu aberto, o uso de máscaras, continuará sendo obrigatório”, disse o governador.

No início deste mês, a administração já havia sinalizado a pretensão de flexibilizar o uso da proteção no início de dezembro. Na ocasião, foi determinado que, para retirar a obrigatoriedade do acessório, seria necessário a população chegar a 75% de vacinados, menos de 1,1 mil novos casos por dia, as mortes não poderiam passar de 50 e as internações deveriam estar abaixo de 300 por dia.

Segundo Doria, a taxa de 75% da população completamente vacinada deve ser atingida na próxima quinta-feira (25). A expectativa é que, até o próximo dia 30 de novembro, 80% dos paulistas estejam como esquema vacinal completo.

Apesar disso, na última terça-feira (23), foram registrados 1.524 novos casos e 94 novas mortes.

Desobrigação do uso de máscara já é realidade em outras cidades

São Paulo segue o que já está estabelecido em outros lugares, como a cidade do Rio de Janeiro, onde as máscaras já não estão mais obrigatórias em locais abertos e sem aglomeração.

O governador do Rio, Cláudio Castro, havia definido que municípios tenham vacinado 65% de sua população total e 75% da população de sua população acima de 12 anos teriam autonomia para decidir se retirariam a obrigatoriedade ou não.

*Com informações da Folha de S. Paulo.