Suspeito apontado como maior estelionatário do norte de Goiás é preso pela 2ª vez, em Uruaçu

O homem possui mais de 20 boletins registrados contra ele por crimes de estelionato

Considerado maior estelionatário do Norte de Goiás é preso pela segunda vez, em Uruaçu

Está preso de novo o homem considerado pela Polícia Civil o ‘maior estelionatário do Norte de Goiás’. A ação contra o suspeito aconteceu nesta quarta-feira (15), na cidade de Uruaçu. O homem possui mais de 20 boletins registrados contra ele por crimes de estelionato. Ele é acusado de aplicar o chamado ‘golpe do pix’ contra comerciantes locais. Voltou à liberdade em 2022, em função de medidas cautelares, mas acabou detido outra vez por supostamente reincidir nos golpes.

A polícia divulgou fotos do suspeito com o objetivo que outras vítimas o identifiquem e compareçam à delegacia para registrar denúncias.

Ao Mais Goiás, o delegado Fernando Martins disse que o investigado costuma agir sempre da mesma forma. Ele fingia fazer pagamento via pix e levava consigo os objetos adquiridos de forma fraudulenta.

Em abril de 2021, o sujeito havia sido detido preventivamente, permanecendo preso por mais de um ano. Em liberdade esse ano, por meio de medidas cautelares diversas da prisão, voltou a cometer os crimes da mesma forma, mas dessa vez com uso de cheques sem fundo.

Durante as buscas, a polícia conseguiu recuperar dois aparelhos de ar condicionado. (Foto: Reprodução – PC)

No momento em que foi preso, nesta quarta (15), o homem estava de posse de um veículo de luxo, que não teve sua procedência ou propriedade esclarecida. O veículo era usado para ajudar a aplicar os golpes, já que o suspeito se apresentava aos comerciantes como filho de fazendeiro de soja, ganhando a confiança das vítimas.

Durante as buscas, a polícia conseguiu recuperar dois aparelhos de ar condicionado.

“Maior estelionatário do Norte de Goiás” esnobava das vítimas, diz polícia

Em 2021, uma reportagem do Mais Goiás mostrou que, após aplicar os golpes, o suspeito ainda esnobava das vítimas, conforme informações da polícia.

Em conversas obtidas pelo portal, as vítimas cobravam o homem após sofrerem os golpes de pagamento. Em resposta, ele dizia que não tinha ‘nada a ver’ com o problema. “Não fui até sua loja e forcei você para me vender, não roubei. Então cuidado, aqui não tem moleque não!”, disse o suspeito.

“Maior estelionatário do Norte de Goiás” esnobava das vítimas, diz polícia (Foto: Reprodução – PC)

Nas redes sociais, o homem exibia um padrão confortável de vida, com viagens, pilotando moto náutica e participação em eventos de agropecuária.