Suspeito de abusar da enteada de sete anos é preso em Goiânia

Babá da família foi quem denunciou o caso primeiramente à mãe, e depois ao pai, que mora na Paraíba

Suspeito de abusar da enteada de sete anos é preso em Goiânia (Foto: Reprodução - Video da PM)
Suspeito de abusar da enteada de sete anos é preso em Goiânia (Foto: Reprodução - Video da PM)

Um homem de 53 anos foi preso pela Polícia Militar no Setor Serrinha (em Goiânia), na manhã desta terça-feira (19), por suspeita de estuprar a enteada, que tem apenas sete anos. A denúncia dos supostos atos de abuso foi feita pela babá da família, primeiramente à mãe, depois ao pai da vítima, que veio da Paraíba para Goiânia e denunciou o caso à polícia.

De acordo com o tenente-coronel Marcelo Dias Mendonça, comandante do 6º BPM, um homem que mora em João Pessoa foi quem acionou a PM hoje pela manhã, e denunciou estar sendo sua filha molestada pelo atual namorado de sua ex-mulher. Em depoimento, o homem contou que a babá da família telefonou para ele depois de ter presenciado uma mudança de comportamento na criança, além do padrasto em várias situações comprometedoras com a garota.

“Ela nos relatou que depois da menina ter mudado o comportamento, e lhe confidenciar que vinha sendo tocada pelo namorado da mãe, contou sobre os abusos à sua patroa, que nenhuma atitude tomou. Disse ainda que como viu o padrasto algumas vezes tocando a garota em cima da cama, ocasião em que ele teria dito que aquilo era normal, e que estaria apenas fazendo uma massagem tailandesa na menor, decidiu telefonar para o pai dela, e relatar o ocorrido, ocasião em que ele veio até Goiânia, e nos acionou hoje pela manhã, na porta do prédio onde sua e mora com seus dois filhos e o namorado”, descreveu.

Vídeo entregue à polícia mostra suspeito fazendo massagem na criança

O suspeito de estupro, a mãe, e os dois filhos dela, foram levados para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, onde estão sendo ouvidos. Um vídeo feito pela babá, que já está em poder do pai da criança, mostra o momento em que o suspeito aparece tocando na garota. Este vídeo foi entregue à PM, que já o repassou à DPCA.

Além de apurar se realmente houve o abuso sexual contra a garotinha, a Polícia Civil investigará se o outro filho da mulher, que morava com a mãe, e o padrasto, também teria sido molestado. A comprovação do estupro, e a definição se o padrasto permanecerá, ou não, preso, só deve sair no final da tarde desta terça-feira.