Suspeito de amarrar e arrastar jovem pelo pescoço é preso em Alto Paraíso

Sujeito responderá por tentativa de homicídio por asfixia

Um homem de 22 anos foi preso, na tarde de quinta-feira (23), suspeito de amarrar e arrastar um jovem de 18 anos por uma estrada de chão em Alto Paraíso. O crime aconteceu no último dia 19 durante um evento da cidade e foi filmado e compartilhado nas redes sociais. Um laudo médico constatou que a vítima não estava sóbria no momento do crime. O suspeito foi identificado e localizado na zona rural do município.

No vídeo é possível ver quando o jovem é arrastado pelo autor por meio de uma corda amarrada no pescoço entre os carros estacionados em uma estrada de terra durante um evento denominado “cavalgada”. O jovem tenta ficar de pé, mas escorrega por causa da lama e cai no chão novamente, esse processo se repete algumas vezes enquanto outras pessoas se divertem com a situação.

Delegada explica que agressões iniciaram antes da gravação do vídeo

Em diversos trechos, o jovem pede ajuda de pessoas que estavam no local, mas o suspeito continua a puxá-lo. Em determinado momento, o rapaz fica desnorteado devido à falta de ar. A delegada Bárbara Buttini explica que as agressões se iniciaram antes da gravação do vídeo. “A vítima passava por sofrimento anterior a gravação, pois já estaria coberta de lama, amarrada, somente de cueca e sem calçados “explica.

Após analisar as imagens, a Polícia Civil identificou o suspeito e colheu o depoimento do jovem e de testemunhas. O rapaz passou por exames médicos que comprovaram que ele estava sob efeito de substâncias que alteram o estado de consciência.

O suspeito foi localizado e preso na zona rural do município. O autor foi encaminhado para a delegacia de Alto Paraíso e responderá por tentativa de homicídio por meio de asfixia.

Suspeito “brinca” com uma motosserra em outro vídeo

Durante a investigação, a polícia encontrou um outro vídeo também divulgado nas redes sociais em que o suspeito manuseia uma motosserra bastante próxima a uma pessoa não identificada. O vídeo da motosserra não tem ligação com o caso do rapaz arrastado por uma corda.