Suspeito de esfaquear para roubar corrente de prata é preso, em Aparecida

O homem cometeu a tentativa de latrocínio há cerca de um mês e estava escondido da em uma mata, no mesmo bairro onde o crime aconteceu

Vítima consegue fugir de ladrão após receber seis facadas, em Aparecida (Divulgação - PCGO)
Vítima consegue fugir de ladrão após receber seis facadas, em Aparecida (Divulgação - PCGO)

Suspeito de esfaquear jovem para furtar uma corrente de prata foi preso na manhã desta sexta-feira (3), em Aparecida. A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão temporária em desfavor de J.M.P., de 39 anos. O homem estava escondido há cerca de um mês em uma mata no Setor Cidade Satélite São Luiz e confessou que cometeu o crime.

De acordo com informações da Polícia Civil, a tentativa de latrocínio ocorreu no dia 25 de outubro deste ano, no mesmo setor onde o suposto autor foi encontrado. J.MP. abordou a vítima na porta de uma padaria na intenção de roubar sua corrente de prata. A vítima, de 19 anos, tentou se esquivar e foi surpreendida com seis golpes de faca. Dois deles perfuraram seu pulmão e o fígado.

A Polícia Civil afirma que abordou o suposto autor do crime na manhã desta sexta (3) enquanto o mesmo pegava uma carona, alegando que iria fazer um trabalho na zona rural do município.

Homem conseguiu correr após receber seis facadas do criminoso

Ainda de acordo com informações do inquérito policial, o homem atingido conseguiu fugir, mas foi perseguido pelo autor, que não conseguiu consumar o crime porque um motorista que estava trafegando na rua na hora do acontecido, jogou o carro para cima do suposto autor do crime.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que a vítima é perseguida pelo bandido, mas um carro estacionado impede que o criminoso chegue a consumar o crime. O jovem atingido pelas facadas pediu ajuda e foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), onde ficou internada por mais de uma semana, com risco de vida.

Dessa forma, a Polícia Civil do Estado de Goiás, procedeu a conclusão do inquérito policial, indiciando o suposto autor por latrocínio tentado, com pena de até 18 anos de reclusão. J.M.P. confessou o crime e já possui passagens policiais por tráfico de drogas.