Suspeitos de matar motorista de aplicativo queimado vivo são presos em Trindade

Uma mulher, que teria atraído a vítima para a emboscada, está foragida

Suspeitos de matar motorista de aplicativo queimado vivo são presos em Trindade
Francielly Damasceno Vieira, está foragida. Ela teria atraído a vítima para a emboscada (Foto: Divulgação - PC)

Dois homens estão presos suspeitos de matarem um motorista de aplicativo queimado vivo, em Trindade. Além deles, uma mulher (fot0), identificada como Francielly Damasceno Vieira, está foragida. Ela teria atraído a vítima para a emboscada. Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 6 de julho deste ano. Porém, a prisão dos dois suspeitos só ocorreu nesta segunda-feira (25).

Segundo as investigações, a vítima tinha o costume de fazer corridas para uma mulher. No entanto, a passageira tinha uma relacionamento com um criminoso conhecido da região. Esse homem teria sentido ciúmes da companheira, já que ela sempre fazia as corridas com o mesmo motorista de aplicativo. Por isso, esse criminoso teria encomendado a morte do trabalhador.

Os dois suspeitos teriam recebido as ordens para matar o condutor. Eles confessaram que no dia do crime a pessoa responsável por chamar a vítima foi justamente a passageira de costume. Isso porque ela possuía a confiança da vítima.

Após a emboscada, os dois suspeitos afirmam que entraram no carro e renderam a vítima. Em seguida, o colocaram no porta-malas e ficaram andando com o homem das 20h30 às 23h30 pela cidade de Trindade. Depois, foram até um local ermo do Setor Santa Fé e mataram a vítima.

Suspeitos negam ter matado motorista queimado vivo

De acordo com os suspeitos, eles teriam retirado o homem do carro e desferido facadas, para matá-lo. Logo após, colocaram ele de volta no carro e atearam fogo, ‘para destruir as evidências’. No entanto, a polícia afirma que existem indícios de que a vítima tenha sido queimada viva.

Agora presos, os dois suspeitos estão à disposição do Poder Judiciário. Porém, a mulher que teria acionado a vítima para a emboscada, fugiu ao saber da prisão dos homens. Até a manhã desta terça-feira (26), ela ainda não havia sido encontrada.