Suspeitos de roubar corrente de ouro em show sertanejo são identificados pela polícia

Dois deles foram presos com 10 correntes e quatro relógios. PM acredita que os itens sejam roubados

PM identificou supostos membros de quadrilha especializada em roubos e furtos em grandes eventos. Dois estão presos (Fotos: divulgação/PM)
PM identificou supostos membros de quadrilha especializada em roubos e furtos em grandes eventos. Dois estão presos (Fotos: divulgação/PM)

A Polícia Militar identificou os cinco homens flagrados em vídeo enquanto roubavam corrente de ouro no show sertanejo da dupla Henrique e Juliano, realizado no último domingo (5), em Goiânia. De acordo com a corporação, dois deles já respondem processos por roubo, mas estão em liberdade condicional.

Rafael Cardoso de Paiva Júnior, segundo a PM, é quem aparece na frente dos quatro comparsas e tenta, sem sucesso, arrancar a corrente de ouro que estava no pescoço de um homem. Atrás dele, fazendo uma barreira humana para que a vítima fosse impedida de reagir, estão Rian Inácio Dorneles e Júlio Anderson Cardoso Martins.

Leonardo de Oliveira Araújo, ainda de acordo com a PM, é o homem que enfia o braço no meio dos comparsas, e consegue roubar a corrente de ouro. O último da fila é Wendel Carvalho de Oliveira, que empurra a vítima e ainda a chama para briga. Assim como Rafael Cardoso, Wendel também já foi preso por roubo, e está em liberdade condicional.

Presos no Jardim Novo Mundo

Poucas horas depois que o vídeo mostrando a ação da quadrilha passou a circular em grupos de WhatsApp, a PM conseguiu identificar os suspeitos, e prendeu dois deles, ambos, no Jardim Novo Mundo. Com Júlio Anderson Cardoso Martins, militares da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) encontraram quatro correntes e uma pulseira de ouro.

Já Leonardo de Oliveira Araújo, que foi capturado por policiais do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), tinha em casa quatro correntes e uma pulseira de prata, bem como quatro relógios de luxo.

Correntes de ouro apreendidas com suspeito (Foto: divulgação/PM)

Correntes de ouro apreendidas com suspeito (Foto: divulgação/PM)

Relógios apreendidos com um dos suspeitos (Foto: divulgação/PM)

Relógios apreendidos com um dos suspeitos (Foto: divulgação/PM)

O Comando de Policiamento da Capital (CPC) apurou que os cinco homens, que tem idades entre 18, e 25 anos, integram uma quadrilha especializada em praticar furtos e roubos em grandes eventos.

A princípio, os dois presos foram autuados em flagrante apenas por receptação, mas, assim como os três comparsas que seguem foragidos devem responder, também, por roubo, furto, e associação criminosa.

De acordo com a PM, “a divulgação da imagem e identificação dos presos e dos três foragidos foi procedida nos termos da lei 13.869/2019, especialmente diante de suspeição de praticar outros crimes graves. A divulgação de sua imagem poderá auxiliar no esclarecimento de outros crimes após reconhecimento de possíveis vítimas e testemunhas”.

Informações sobre o paradeiro dos foragidos podem ser repassadas com anonimato via 190. Polícia reforça que vítimas compareçam à Delegacia de Furtos e Roubos para registro de ocorrência.