Tatuador mata ex-namorada com 10 facadas e é preso em Belo Horizonte

O suspeito foi preso após uma denúncia anônima. Ele não aceitava o fim do relacionamento

Tatuador mata ex-namorada a facadas e é preso em Belo Horizonte
Tatuador mata ex-namorada a facadas e é preso em Belo Horizonte (Foto: Reprodução - Redes sociais)

A Polícia Militar prendeu, na manhã desta sexta-feira (5), o tatuador que matou a ex-namorada com cerca de 10 facadas no bairro Cardoso, região do Barreiro, em Belo Horizonte. Ele estava em um motel na avenida Úrsula Paulino e foi localizado após denúncia anônima. O relacionamento amoroso teria durado oito meses, mas o suspeito não aceitou o término.

Emily Luiza Ferretti Fernandes, de 25 anos, foi morta nessa quinta-feira (4). Conforme informações PM, o suspeito de 29 anos, morava nos EUA, mas estava há um mês estudando no Brasil para ser tatuador.

De acordo com os familiares da vítima, o homem queria reatar o relacionamento, mas a jovem não quis. Inconformado, ele esperou uma oportunidade, entrou na casa dela e a atacou.

Os socorristas encaminharam a jovem ao Hospital Júlia Kubitschek, mas ela não resistiu.

Ainda segunda PM, o irmão mais novo da vítima, de 16 anos, estava em casa e tentou lutar com o homem, mas foi esfaqueado supercialmente diversas vezes.

No registro da polícia, consta que o suspeito foi até a casa dos avós no bairro Betânia, instantes após o crime. Lá, ele teria pegado uma muda de roupas e disse aos familiares que se mataria, ainda conforme a PM.

O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Atendimento a Mulheres, no Barro Preto. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Leia também no Mais Goiás:

Feminicídios no 1º semestre de 2022 atingem maior marca em Goiás desde 2018

Preso por matar esposa no Rio de Janeiro morre após infartar em presídio

Homem é preso por feminicídio após matar e simular suicídio de companheira, em Cristalina